Cooperativa e governo do RS investem em capacitação de jovens com o projeto “Na cozinha com a Languiru”

Publicado em: 29 novembro - 2020

Leia todas


Ação de empreendedorismo voltada a jovens em situação de vulnerabilidade social, para que tenham a oportunidade de se tornarem, mais tarde, em chefs de cozinha renomados. Com essa finalidade, foi dado, na terça-feira (24), o ‘pontapé’ inicial do projeto “Na cozinha com a Languiru” – edição especial “Centros da Juventude – preparando novos Chefs”, que visa divulgar o variado mix de produtos da Languiru, da cooperativa de mesmo nome com sede em Teutônia (RS).

Além do exercício de cidadania, a iniciativa visa preparar jovens para o ingresso no mercado de trabalho (no caso, restaurantes e padarias), e estimular o empreendedorismo, por meio da criação e formalização de seus próprios negócios e produtos na área da alimentação.

Desenvolvida pela Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Governo do Rio Grande do Sul, por meio do seu Programa de Oportunidades e Direitos – a iniciativa é uma forma de incentivar a capacitação de mão-de-obra no preparo de pratos especiais, com base em produtos da Languiru, como leite e cortes de aves e suínos. O curso, com duração de aproximadamente quatro meses, terá 12 encontros – seis no Centro da Juventude da Lomba do Pinheiro e outros seis no Centro da Juventude da Vila Cruzeiro, em POA.   

Na dinâmica dessa semana, centros da juventude na capital gaúcha realizaram os primeiros encontros, nas localidades de Lomba do Pinheiro e Vila Cruzeiro, com destaque para as oficinas de culinária, quando foram fornecidas dicas, conceitos, ingredientes e receitas para serem preparadas em casa, com o acompanhamento da chef Christiana Garcia, da escola de gastronomia Casa de Chá, e da equipe de suporte da Languiru.  

De acordo com o presidente da cooperativa, Dirceu Bayer, a intenção é fazer com que “a Languiru esteja cada vez mais presente no dia a dia das pessoas, pois entendemos que a formação, a educação e a inovação são componentes essenciais para o pleno desenvolvimento do empreendedorismo, além criar novas oportunidades de negócios”, avalia.

“O que a cooperativa já faz queremos replicar para outros lugares, uma vez que boas ideias podem produzir grandes resultados, em especial, quando investimos em novos talentos e lideranças”, assinala o secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Estado, Mauro Luciano Hauschild, para quem “temos muitos desafios e os jovens são vistos como ‘porta’ da transformação”.  


Marcello Sigwalt – Redação MundoCoop


Notícias Relacionadas



Publicidade