Cooperativismo mostra que é possível um modelo econômico focado no bem comum

Publicado em: 07 dezembro - 2021

Leia todas


Economia colaborativa é uma nova maneira de pensar as relações de trabalho na atualidade

Foi em Blumenau, um dos berços da indústria têxtil catarinense, e a partir da união de uma comunidade, que nasceu a Rede Cooper. A entidade, que começou suas atividades em 1944 com 101 pessoas, hoje conta com mais de 300 mil cooperados e diversas filiais.

Uma história de tantas décadas que se tornou uma inspiração para muitos catarinenses. Mais do que uma cooperativa, a Rede Cooper mostra que é possível construir uma nova cultura de consumo e serviço sustentável, como alternativa para um modelo econômico focado no bem comum.

Já faz alguns anos que o conceito de economia colaborativa vem se consolidando. Também chamada de consumo colaborativo, ou economia compartilhada, essa é uma nova maneira de pensar as relações de trabalho na atualidade. E, é seguindo essa tendência mundial que o cooperativismo está ganhando força.

Iniciado no século XIX, o cooperativismo é uma forma de gestão e participação focada no desenvolvimento econômico e social. Ainda que não seja um movimento recente, faz pouco tempo que as pessoas estão compreendendo melhor como ele funciona. Principalmente, os benefícios que esse modelo econômico tem para toda sociedade.

Na Rede Cooper, o cooperativismo é vivido na sua essência. Todas as ações desenvolvidas pela entidade tem como propósito oferecer os melhores produtos e serviços a preços justos. Além de proporcionar crescimento e desenvolvimento a todos os seus cooperados e comunidade. Desde as ações sociais até os investimentos feitos nas comunidades em que a Cooper está inserida, tudo é pensado para fortalecer o cooperativismo e proporcionar resultados positivos a todos os envolvidos na cadeia produtiva. É por causa desse compromisso, que a Rede Cooper vem acumulando conquistas ao longo dos últimos anos.

Com 17 lojas e 18 Farmácias espalhadas em sete cidades do Estado, a Rede Cooper agora começa a trilhar caminhos mais largos. Para 2022, a entidade planeja a inauguração de novos formatos de loja, ampliando ainda mais a cooperativa. Além disso, a expectativa é que, até 2025, seja possível expandir e abrir, pelo menos, mais 50 lojas em Santa Catarina.

O jeito Cooper de ser

Compartilhando da mesma filosofia do movimento cooperativista, a Rede Cooper oferece inúmeros benefícios e vantagens para todos que fazem parte da entidade. Por exemplo, os lucros obtidos nas operações, chamados de Sobras nas cooperativas, retornam todos os anos para os cooperados, que podem optar por trocar por produtos da Rede Cooper ou incorporar o crédito ao seu capital.

Além disso, a cooperativa possui quatro programas que visam o desenvolvimento de produtores rurais, ações sustentáveis e sociais, fortalecimento e capacitação de toda a rede de cooperados. É assim que a Rede Cooper vem transformando a realidade das comunidades onde está inserida.

Considerada a maior cooperativa de consumo do sul do país e a segunda ao nível nacional, a Rede Cooper realizou em 2020 a 1ª Convenção de Colaboradores Rede Cooper, lançou o aplicativo Minha Cooper, além da inauguração da nova loja no bairro Água Verde, em Jaraguá do Sul. Já em 2021, foi a vez de inaugurar a 1ª Farmácia de Rua, em Blumenau-SC, além da criação de uma Central de Relacionamento, inauguração da filial Itoupava Norte em Blumenau e da Farmácia anexo a filial Joinville.

Agora, a entidade consolida a sua trajetória com o prêmio Top Of Mind 2021 na categoria cooperativa de alimentos. Um reconhecimento do valor e da importância que a Rede Cooper tem para o desenvolvimento econômico e social dos catarinenses.


Fonte: NSC Total


Notícias Relacionadas:



Publicidade