Intensificação nas redes sociais gerou bons frutos ao cooperativismo

Publicado em: 22 dezembro - 2020

Leia todas


Comunicar com clareza, precisão e agilidade, foi preciso em todos os setores. No cooperativismo não foi diferente. Para estar próximo, entender e atender as demandas das cooperativas, o Sistema Ocemg investiu e apostou na diversificação da sua comunicação com o público, principalmente, por meio das redes sociais.

A fim de abranger diferentes perfis, a organização marcou forte presença em quatro diferentes redes ao longo de 2020. No Facebook, as postagens tiveram um alcance de 616.100 pessoas em 12 meses; já no Instagram o alcance das publicações foi de 424.200 no período de junho a dezembro. No Linkedin, entre janeiro e dezembro, as postagens alcançaram 24.060 pessoas, enquanto no Twitter o total foi de 69.180.

Com a criação do projeto OnCoop de Webinars para debater os desdobramentos da situação pandêmica para as cooperativas e assuntos referentes ao desenvolvimento do setor, além das lives do Dia C, o canal do Youtube do Sistema Ocemg somou 586.862 visualizações este ano.

Na mesma linha, o Sistema OCB reforçou as estratégias de comunicação, com destaque para a intensificação da participação nas redes sociais, especialmente no Whatsapp e a divulgação da campanha nacional do cooperativismo com o atleta Gustavo Kuerten (Guga).

Segundo dados da Unidade Nacional, em 2020, 14,3 milhões de pessoas foram impactadas no Facebook, que contou com 10 mil novos seguidores. Além disso, o Youtube da organização registrou um aumento de 281% em seguidores e de 63% nas visualizações; e o novo canal do Instagram da OCB somou 4 milhões de pessoas impactadas.

A gerente de Relações Institucionais do Sistema OCB, Fabíola Nader Motta, ressaltou que, apesar do ano ter sido de dificuldades, foi também de oportunidade para a entidade se aproximar da base. Ela frisou que as redes sociais da organização experimentaram um aumento, assim como houve um incremento no número de pessoas impactadas pelos materiais disponibilizados pela OCB. “A pandemia não nos parou. Ela nos fez repensar formas de nos comunicarmos com nossa base. No final das contas temos um saldo positivo de aprendizados”, frisou.


Fonte: Sistema Ocemg


Notícias Relacionadas



Publicidade