Internet das Coisas será fator fundamental na gestão de ativos de concessionárias de energia

Publicado em: 10 maio - 2016

Leia todas


internet_2

 

Cresce a certeza na integração entre a Tecnologia da Informação (TI) e a Tecnologia Operacional (TO) como componente chave para qualquer estratégia eficiente de gestão de ativos. Em resumo, este é o resultado de levantamento global realizado pela ABB junto a mais de 200 executivos de concessionárias de energia, gás e água.

Denominada “Bridging IT and OT for the Connected Asset Lifecycle Management Era” (Fazendo a ponte entre TI e TO para a Era da Gestão Conectada do Ciclo de Vida de Ativos), a pesquisa foi executada pela Zpryme e teve a colaboração da Microsoft Corp.

Do total de entrevistados, cerca de 80% consideram a integração TI-TO muito valiosa. Já 58% dos participantes têm, ou planeja ter, uma estratégia de melhoria da Internet das Coisas (Internet of Things – IoT) para a gestão de ativos e 55% relataram que a importância da gestão de ativos cresceu nos últimos 12 meses.

Interconectar coisas, serviços e pessoas através da Internet melhora a análise de dados, aumenta a produtividade e a confiabilidade, economiza energia e custos e gera novas oportunidades de receita a partir de modelos de negócios inovadores. Os serviços de Internet industrial e “nuvem” oferecem, ainda, o benefício de proporcionar análise de classe mundial ao alcance de instalações produtivas de menor porte. Por mais de uma década, a ABB tem desenvolvido e melhorado sistemas de controle de processos, soluções em comunicação, sensores e softwares que dão apoio ao conceito de Internet de Coisas, Serviços e Pessoas (IoTSP).

Aqueles que responderam à pesquisa veem inúmeros benefícios nessa integração. Em uma escala de 1-5, eles consideraram um melhor planejamento de longo prazo (4,86) como a prioridade máxima. Maior produtividade do pessoal (4,43), maior segurança (3,98) e melhor uso do capital (3,68) completaram a lista dos cinco mais importantes.