Urgente: Mobilização contra aumento dos ICMS nos alimentos

Publicado em: 04 janeiro - 2021

Leia todas


O aumento nas alíquotas do Imposto sobre a Circulação de Bens e Serviços (ICMS) em São Paulo, a partir deste mês, poderá causar perda de consumo de até R$ 21,4 bilhões em bens e serviços e redução de quase R$ 7 bilhões no Produto Interno Bruto (PIB) da região Sudeste em 2021 – R$ 4 bilhões só no Estado. Os cálculos estão em um estudo do Centro de Agronegócios da Fundação Getúlio Vargas (FGV Agro).

Em outubro de 2020, o Governo de São Paulo sancionou a Lei 17.293 e editou quatro Decretos que alteraram o Regulamento de ICMS do estado. A medida vai trazer impactos negativos às cooperativas do setor produtivo e à comunidade que já sofre com o aumento de preços na crise pandêmica.

Cooperativismo contra o aumento

A Organização das Cooperativas do Estado de São Paulo (Ocesp), como entidade participante do Fórum Paulista do Agronegócio, incentiva as cooperativas e a sociedade a unirem-se por meio do abaixo-assinado contra o aumento de ICMS em alimentos, energia elétrica e combustíveis.

Clique aqui para o link do abaixo-assinado



Publicidade