Reconhecimento e valorização: conheça o Prêmio SomosCoop – Melhores do Ano

Publicado em: 21 dezembro - 2020

Leia todas


A 12º edição do Prêmio reuniu recordes e novidades para o movimento cooperativista

Diariamente, o cooperativismo impacta a vida de 15 milhões de cooperados de norte a sul do país. São diversos ramos atuando em todos os setores da sociedade e alcançando cada vez mais pessoas. Mas você sabe o que as cooperativas fazem pelo Brasil? Foi justamente para destacar as boas práticas cooperativistas que proporcionam benefícios aos cooperados e à comunidade que surgiu o Prêmio SomosCoop – Melhores do ano, idealizado e realizado a cada dois anos pelo Sistema OCB.

Com o objetivo de trazer reconhecimento para quem garante o sucesso do movimento, o Prêmio chegou em sua 12º edição e se tornou uma oportunidade única de compartilhamento de iniciativas nacionais para que as cooperativas se espelhem umas nas outras e trilhem caminhos ainda mais inovadores. “O cooperativismo já faz muita coisa boa – pelas pessoas, pelo nosso Brasil – e pode fazer ainda muito mais, afinal, ele une negócio com propósito! Propósito de fazer bem feito e não só para alguns, mas para muitos. Quando você decide ser um cooperado, você decide empreender junto com outras pessoas. Você escolhe fazer parte de um movimento que tem como princípio o compartilhar objetivos, desafios e conquistas”, declarou o presidente da OCB, Marcio Lopes durante a premiação. “No cooperativismo, a gente realmente cresce e ganha força juntos!“

Com o passar dos anos, as cooperativas têm se empenhado em melhorar seus processos e reinventar suas atuações. Todo esse trabalho refletiu em um recorde de inscrições no Prêmio e a edição de 2020 reuniu 596 projetos enviados de 320 cooperativas de 22 estados brasileiros. Além disso, outro destaque foi para os 100 projetos inscritos fruto de ações relacionados ao combate e diminuição do impacto do Covid-19.

A pandemia mudou o mundo e comprovou que é com a cooperação que surgem novos resultados. E, nesse contexto, as cooperativas não mediram esforços para agir em prol do bem-estar geral. Foram elas que estiveram lado a lado com os seus associados facilitando acesso ao crédito, antecipando sobras e produção, distribuindo equipamentos de segurança, realizando treinamentos, divulgando produtos e serviços dos cooperados. Um cuidado que também chegou as comunidades. Segundo a OCB, no total foram 16 milhões de doações em dinheiro, 1,3 milhões de toneladas de alimentos, 180 mil Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) e itens de higiene, 1,3 milhão de mascaras e 167 mil teleconsultas nas mais diversas especialidades só entre os 100 projetos inscritos voltados a pandemia.

Receber o selo de Melhores do ano se tornou muito mais do que uma premiação. É um estimulo para as cooperativas continuarem investindo em grandes ideias e ocuparem o espaço de destaque não só dentro do cooperativismo, mas também em um mercado cada vez mais amplo, competitivo e cheio de oportunidades.

Confira abaixo as categorias e vencedores dessa edição:

COMUNICAÇÃO E DIFUSÃO DO COOPERATIVISMO

1º lugar – Sicoob Credichapada (MG): Programa de Educação Cooperativista Empreendedora e Financeira

2º lugar – Certaja Energia (RS): Projeto Sementes do Cooperativismo

3º lugar – Vinícola Aurora (RS): Programa Aprendiz Cooperativo do Campo

COOPERATIVA CIDADÃ

1º lugar – Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG (RS): Implantação e Promoção do Fundo Filantrópico de Incentivo a Projetos de Desenvolvimento Regional

2º lugar – Unimed Jaboticabal (SP): Adoção Compartilhada

3º lugar – Sicredi Centro-Sul MS (MS): Unidade Móvel Hospital de Amor

COOPERJOVEM

1º lugar – Sicoob Fluminense (RJ): Cooperjovem

2º lugar – Sicredi União MS/TO e Oeste Da Bahia (MS): Cooperjovem

3º lugar – Unimed Brusque (SC): Cooperjovem

FIDELIZAÇÃO

1º lugar – Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG (RS): Projetos Digitais “Flor&Ser” e “Maratona de Carreira”

2º lugar – Copérdia (SC): Núcleos Femininos Copérdia 32 Anos: Evolução Pessoal e Profissional das Cooperadas

3º lugar – Sicredi Progresso PR/SP (PR): Comitê Mulher Sicredi Progresso PR/SP

INOVAÇÃO

1º lugar – Coplacana (SP): Avance Hub: O Hub de Inovação da Coplacana

2º lugar – Unicred União  Agência Mais – A Primeira Agência Digital do Cooperativismo de Crédito Brasileiro

3º lugar – Lar (PR): Gestão de Ideias Lar Cooperativa

INTERCOOPERAÇÃO

1º lugar – Certel e Sicredi Ouro Branco; Sicredi Integração RS/MG; Sicredi Região dos Vales; e Sicredi Botucaraí (RS): A Energia que Nos Une

2º lugar – Coopatos e Copacol (MG): Projeto Recriar

3º lugar – Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG e Cotrifred (RS): Projeto Meu Tambo Meu Futuro – Parceria entre as Cooperativas Cotrifred e Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG gera Impactos Significativos para a Cadeia Produtiva do Leite.

INFLUENCIADORES

– Evair de Melo (ES)

– Marco Aurélio Almada (DF)

– Rita Mundim (MG)

Influenciadores Coop

2020 é o ano que vai ficar marcado na história como aquele que antecipou as maiores tendências e trouxe o futuro para a atualidade. Nele, uma nova necessidade se tornou definitiva na vida de todos, a de pessoas estarem mais conectadas mesmo mais distantes.

Essa nova dinâmica, que transformou a tecnologia e a internet em ferramentas indispensáveis no dia a dia, também deu voz a importantes causas. E foi seguindo essa realidade que o Prêmio SomosCoop acrescentou mais uma categoria na premiação de Melhores do ano: a de Influenciadores Coop.

O cooperativismo é feito por pessoas e contribui com a coletividade em todas as suas dimensões, sendo assim, reconhecer aqueles que trabalham diariamente para disseminar esse movimento na sociedade, principalmente nesse ano atípico, se tornou tão óbvio quanto necessário.

Com o objetivo de identificar e valorizar formadores de opinião com influencia no cenário nacional, o Influenciadores Coop destacou aqueles que contribuem com a produção de conteúdo e divulgação do cooperativismo, publicados ou replicados em mídias offline ou online.

Dos inúmeros inscritos, a categoria selecionou 8 grandes nomes que através da comunicação propagam o cooperativismo e os levou a votação popular, essa que contou com a participação de 14,2 mil pessoas. Entre eles, esteve Luis Claudio Silva, Diretor da MundoCoop, representando o veículo que há 20 anos levanta a bandeira do movimento. “Foi uma honra estar ao lado de grandes personalidades. Em um movimento tão amplo e diferenciado, enxergo que cada cooperado deva ser um “influenciador”, pois é ele que constrói e dá voz ao nosso cooperativismo. Não fui eu que concorri a esse título, mas sim 14 milhões cooperativistas que devem se considerar próprios e excelentes influenciadores”, declara.

Um influenciador coop é alguém que divulga o cooperativismo de forma ininterrupta e espontânea em diversas plataformas digitais. Trata-se de um parceiro do segmento, que passa adiante os valores e os princípios cooperativistas, de forma a inspirar outras pessoas. O Influenciador Coop abraça a transformação realizada pelas cooperativas na sociedade e divulga seus resultados mostrando a sua importância para a economia e para o desenvolvimento sustentável.

Muito mais do que apenas uma categoria, essa novidade marcou também a importância da comunicação, física e digital, em uma sociedade de pessoas cada vez mais ativas e cooperativistas!

Legado e inovação

A iniciativa de parabenizar e abrir espaço para as cooperativas mostrarem suas ações através de uma premiação de prestígio também merece notoriedade. Por isso, confira entrevista exclusiva com a Gerente Geral da OCB, Tânia Zanella, sobre o propósito do Prêmio SomosCoop – Melhores do Ano.

Por que é importante promover esse reconhecimento? Como o prêmio tem auxiliado na consolidação do movimento cooperativista?

Os prêmios que a OCB realiza são muito importantes para mostrar às coops que é possível pensar fora da caixa. Não só possível, mas essencial. Hoje em dia, o mercado exige um alto nível de profissionalização, inovação e soluções diferentes do que já existe. Então, quando promovemos esses eventos, é possível apontar caminhos para fortalecer as cooperativas brasileiras.

Qual o critério de escolha das categorias? Por que esses quesitos, que dão nome as categorias, precisam ser destacados?

As categorias representam estratégias de mercado que tenham a ver com nossos princípios e valores. Por isso é tão importante valorizar, por exemplo, comunicação e difusão, ações cidadãs, programas como o Cooperjovem, fidelização de clientes e cooperados, inovação e intercooperação. E como as cooperativas implementam suas diretrizes e iniciativas voltadas a esses eixos mostra as forças e conquistas de cada uma delas. É por isso que dizemos que as coops premiadas servem de exemplo para muitas outras coops.

A categoria Influenciadores Coop é nova na história da premiação. Por que ela foi inserida?

As cooperativas são negócios e como todo negócio de sucesso, elas precisam estar atentas às novidades e tendências do mercado. Hoje em dia (e muito mais por causa da pandemia), a presença de influenciadores, seja nas redes sociais ou no mundo analógico, tem se tornado um diferencial para os setores. E com o cooperativismo não é diferente. Nós já vínhamos pensando há muito tempo sobre incluir essa categoria e, agora, isso foi possível. É importante destacar, também que a inclusão de uma categoria nova só mostra a atualidade do Prêmio. Se um ajuste pode melhorar alguma parte da nossa premiação, certamente será feito, pois é pra isso que estamos aqui: parar mostrar a relevância das cooperativas para o país.

O evento chega a sua 12º edição em um ano atípico e que será muito lembrado. Qual é o recado que o Prêmio SomosCoop Melhores do ano pretende passar ao cooperativismo e para a sociedade?

A mensagem que pode ser passada é que as cooperativas, mesmo num contexto de isolamento social, de restrições de movimento e de muitas incertezas, não pararam. Este não tem sido um ano fácil, muito pelo contrário. Os desafios só aumentam com o passar dos dias. Nem por isso, as cooperativas pararam. Quer exemplos: veja só as coops médicas, as de transporte, de crédito e as agro. Elas se equiparam para garantir a segurança e a saúde de seus cooperados e clientes e não pararam nem mesmo um dia. E se elas não param, a economia não para. Como se vê, as cooperativas provaram, mais uma vez, que são uma das maiores engrenagens da economia brasileira. E continuarão sendo.


Por Fernanda Ricardi – Matéria publicada na Revista MundoCoop, edição 97



Publicidade