Intercooperação: Um sonho ainda distante


Brasil e Mondragón: diferenças (nada) sutis

O Complexo Cooperativas de Mondragón – basicamente uma cooperativa de trabalho – reúne cerca de 74 mil pessoas em mais de 250 empresas associadas sob forma de cooperativas industriais, de crédito, de consumo, agrícolas, de pesquisa, de serviços em consultoria e de educação. Suas vendas anuais giram em torno de 12,5 bilhões de euros, o que coloca entre os 10 principais grupos econômicos da Espanha, com filiais em 41 países e vendas em mais de 150. Vale ressaltar que em toda a Espanha contabiliza-se 22 mil cooperativas.

Esses números são expressivos inclusive quando comparados às estatísticas brasileiras. No sistema coordenado pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) há cerca de 6.900 cooperativas, reunindo cerca de 12 milhões de cooperados, o correspondente a 17% da população brasileira. Esse percentual é bem próximo ao registrado pela Espanha, onde 15% da população são membros de uma cooperativa.

O Brasil se destaca no cenário internacional de forma pontual. Por exemplo, na lista das 300 maiores cooperativas do mundo, seis são brasileiras: Copersucar, Coamo, Aurora, Cooxupé, Unimed Rio e C.Vale. O Brasil possui o maior sistema de cooperativismo de saúde do mundo em número de cooperados e usuários, sendo considerado uma referência global. Apenas o Sistema Unimed, em âmbito nacional, soma mais de 20 milhões de clientes atendidos por 352 cooperativas médicas, com 110 mil médicos ativos, 107 hospitais próprios, 2.960 hospitais credenciados e 11 hospitais dia, além de pronto-atendimentos, laboratórios, ambulâncias e hospitais credenciados para assistência em todo País.

 

SICOOB UNICOOB e SANCOR SEGUROS: joint-venture com resultados expressivos

Há dois anos, completados em abril, o Sicoob Central Unicoob e a cooperativa argentina Sancor Seguros fecharam uma joint-venture que beneficia as duas instituições e promoveu a criação da Sancor Seguros do Brasil, com sede em Maringá. O Sicoob procurava ampliar seu portfólio de serviços aos cooperados e oferecer seguros, principalmente de vida e patrimonial. Já a Sancor Seguros queria expandir sua atuação para o Brasil.
Além disso, a Sancor Seguros, com 70 anos de trajetória e 10% do volume de negócios, é líder do mercado argentino, fundamentando sua ação na inovação permanente e na rapidez nas respostas aos sinistros.

Essa união, além de propagar os ideais cooperativistas, permitiu ao Sicoob Central Unicoob contar com a força e a credibilidade da maior seguradora argentina para ofertar seguros de vida, patrimonial, rural e automóveis aos seus mais de 210 mil cooperados. Em contrapartida, a Sancor Seguros usufrui da experiência e da rede de agências do Sistema Sicoob Unicoob, presente no Paraná, Santa Catarina, Pará e Amapá, com aproximadamente 220 agências.

MARINO DELGADO, DIRETOR Presidente do SICOOB CENTRAL UNICOOB

Marino Delgado, Diretor Presidente do SICOOB CENTRAL UNICOOB

Os resultados obtidos até o final de 2014 compreendem 25 mil apólices emitidas e 120 mil segurados, assim como a expansão da rede física, com a inauguração de filiais em Curitiba e Londrina.

Leandro A. Poretti, diretor geral da Sancor Seguros do Brasil, explica que a associação foi viabilizada devido aos princípios cooperativistas de ambas as empresas e o valor humano das pessoas que compõem as equipes de trabalho, pois “ambas as empresas compartilham visão semelhante sobre a prestação de serviços e estão focadas no papel dos seres humanos”.

Comemorando a parceria, Marino Delgado, diretor presidente do Sicoob Central Unicoob, entende que a escassez de exemplos de intercooperação no mercado brasileiro tem como causa o fato de o movimento cooperativista ser muito recente no mercado nacional e sua expansão é nova. “Não há dificuldades em si, pois o movimento e expansão é recente.

As intercooperações deverão acontecer nos próximos anos, ainda mais por intermédio das entidades do setor, que advogam pela causa e já realizam um tipo de intercooperação ao reunir cooperativas de diversos segmentos em uma mesma entidade”, esclarece.

Publicidade