Quem se comunica descomplica


Comunicação: Uma preocupação permanente da OCB/ES

Mantendo um Prêmio de Jornalismo Cooperativista há sete anos, o Sistema OCB/ES investe na Organização do Quadro Social (OQS), pois somente quando um cooperado entende o que é a cooperativa, os serviços que presta e como está seu andamento, é que é possível disseminar a cultura do cooperativismo, sem crise e sem boatos.

“Se cada cooperado realmente fizer seu papel de dono da cooperativa, a sociedade local, consequentemente, saberá como anda a cooperativa, se bem ou mal. Dessa forma não há crise, e sim momentos de dificuldades”, informa Mariana Tavares Garcia, analista de Comunicação do Organização das Cooperativas do Espírito Santo.

Como exemplo, cita situação que está sendo vivenciada em cidades capixabas com predominância de cooperativas de café. “Por causa da seca neste ano de 2015, que soma-se à crise econômica, os produtores rurais estão limitando suas compras ao essencial. Em consequência, os comerciantes ressentem-se de queda nas vendas. Se os produtores não souberem explicar o momento vivido pela cooperativa, a redução das aquisições pelos produtores poderia ser vista como suspeita, originando o surgimento e a divulgação de boatos de que as coisas não estão indo bem, virando uma bola de neve para a comunidade, para os familiares de cooperados e até mesmo para os cooperados”, resume Garcia.

Para orientar as cooperativas e auxiliá-las na manutenção de um Quadro Social ativo e atualizado, a OCB/ES promove cursos e palestras, além de contratar profissionais especializados para visitas in loco, acompanhando o desenvolvimento dos trabalhos.

Publicidade