Sucessão: ainda um tema delicado.


Matéria Capa: Sucessão. ainda um tema delicado.

 

Quatro cooperativas narram suas experiências:
Sicredi Pioneira RS, Cotripal, Cocamar, Coop

Os programas Crescer e Pertencer são a base da Sicredi Pioneira RS – a mais antiga cooperativa de crédito da América Latina, com 112 anos– em formação e capacitação dos associados e de novas lideranças, para integrá-los ao Conselho de Administração. As mais de 30 assembleias realizadas pela cooperativa reúnem representantes dos 100 mil associados segmentados, que são delegados e coordenadores dos 160 núcleos certificados nos programas Crescer e Pertencer.

Para a renovação de 1/3 dos membros, a cooperativa adotou como um dos critérios a avaliação individual de desempenho, abrindo oportunidade para novos associados integrarem o conselho. Foram levados em conta a formação acadêmica, a experiência profissional e o ter atuado como coordenador de núcleo da cooperativa.

20140830120106

Pensando o futuro, a cooperativa é apoiadora, junto com a Casa Cooperativa de Nova Petrópolis, da implantação de cooperativas escolares na região. Hoje, são cerca de 40 em funcionamento, que oportunizam aos jovens, principalmente do ensino fundamental, aprender, entender e aplicar os princípios do cooperativismo em uma cooperativa real, criada e conduzida por eles.

Desta ação já surgiram várias lideranças jovens, com algumas delas passando a integrar, em 2015, o Conselho Jovem da Sicredi Pioneira RS, aproximando do cooperativismo os jovens que concluem sua formação no nível médio.

 

Sicredi Pioneira RS – Renovação não planejada

A sucessão na Sicredi Pioneira RS, no entanto, não foi planejada. Ao longo de 112 anos, teve apenas cinco presidentes eleitos em assembleia, a última eleição foi em 2011, após o falecimento de Édio Spier, que fora presidente por 36 anos e promoveu discussão sobre a sucessão no final de 2007. Por falta de entendimento pelo Conselho de Administração pela necessidade da sucessão, e ele iniciou o mandato, mas faleceu em junho de 2010, aos 77 anos, interrompendo a gestão.

Edio-Spier1

Edio Spier – presidente da Sicredi Pioneira RS por 36 anos.

Esse imprevisto atropelou o processo que, apesar de ter gerado resultados positivos, não focou em uma renovação planejada e, sim, na substituição. O conselheiro titular Mário José Konzen (atual vice-presidente) foi escolhido pelos demais conselheiros para conduzir a cooperativa até a próxima eleição (cumprindo um mandato de 11 meses) e cuidar da sucessão.

Após estudos, a alternativa encontrada foi a de apresentar Márcio Port (superintendente da cooperativa desde 1992) à assembleia para concorrer à Presidência do Conselho de Administração, aproveitando o momento para implantar a estrutura recomendada pelas boas práticas de governança, segregando as atividades do Conselho de Administração das inerentes à gestão, que ficaram sob responsabilidade da Diretoria Executiva, liderada por Solon Stapassola Stahl, na cooperativa desde 1999.

 

Cocamar Cooperativa Agroindustrial – Um ano de gestão profissional

Com orientações de consultorias especializadas e da Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Ocepar), após os trâmites legais, no início de 2014, a Cocamar Cooperativa Agroindustrial, fundada em 1963, criou um Conselho de Administração com 15 integrantes eleitos, presidido por Luiz Lourenço, então presidente-executivo, e um vice-presidente, Antonio Pedrini. Passou, ainda, a contar com a Diretoria Executiva, composta por dirigentes contratados: o presidente, José Fernandes Jardim Júnior; o vice-presidente de Gestão, Divanir Higino da Silva; e o vice-presidente de Negócios, José Cícero Aderaldo. Criou o Conselho Consultivo, vinculado ao Conselho de Administração e integrado por 89 membros não-remunerados, que representam as unidades operacionais.

cocamar_topo

Agilidade foi o principal resultado. O presidente do Conselho de Administração passou a atuar mais intensamente na busca de oportunidades para a cooperativa e, em companhia dos demais integrantes, na formulação de políticas e estratégias. O objetivo definido pela Cocamar, para o quinquênio 2015/2020, envolve passar de um faturamento de R$ 2,865 bilhões, em 2014, para R$ 6 bilhões, em 2020.

O esforço dispendido no processo é muito grande, e a profissionalização dos produtores é imprescindível para que se mantenham competitivos. Para contribuir, a Cocamar trabalha na promoção de eventos técnicos, palestras e outras realizações para discutir o assunto e dar foco a temas como a modernização da gestão da propriedade e o aumento da produtividade das lavouras.

 

Cotripal Agropecuária Cooperativa – Treinamento permanente
e gratuito

Em operação desde 1957, a gaúcha Cotripal Agropecuária Cooperativa conta com 3.568 sócios, gera 2.016 empregos diretos e registrou, nos últimos cinco anos, crescimento nominal de 62,34% e real (descontado IGPM) de 17,64%. Essa evolução fez com que a cooperativa fechasse 2014 com faturamento R$ 804 milhões, com resultado de R$ 36,4 milhões.

Historiando esse processo de desenvolvimento da cooperativa, Marco André Regis, gerente de Comunicação e Marketing, recorda que a gestão “era feita por pessoas de confiança contratadas independentemente de formação”. A expectativa – atendida – era a de que ao assumir cargos de liderança, as pessoas se preparassem e buscassem formação.

imagem_3491_19022013

No entanto, com a entrada do atual milênio, focando na preparação do futuro, a Cotripal contratou uma consultoria e, entre os resultados, destacam-se estruturação de um plano de profissionalização, reformulação do organograma, revisão do posicionamento de mercado – missão, visão, valores e objetivos – e modernização da marca.

A profissionalização da área de Recursos Humanos se tornou estratégica para a cooperativa. Regis recorda que a reformulação do RH teve início em 2002 e, em 2006, “iniciamos projetos de treinamento sistemático, principalmente para posições de liderança, oferecidos gratuitamente pela cooperativa em horário de expediente, em parceria com o Sescoop, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), consultorias e associação de supermercados do Rio Grande do Sul, entre outros”.

Os avanços vão além. Há conselhos de Administração e Fiscal, sendo que os líderes do primeiro – cooperados eleitos – dão expediente diário na cooperativa, ao lado de dois diretores contratados, com o suporte de nove gerentes e uma assessoria jurídica.

Estruturados em 19 núcleos, os cooperados recebem treinamento em formação e capacitação de lideranças, são preparados na gestão do núcleo e preferencialmente são indicados para compor os conselhos.

“Como nossa cultura é de excelência em todos os níveis, na hora da sucessão os próprios cooperados não dão espaço para quem não está comprometido com a Cotripal e com a doutrina cooperativista”, revela Regis.

 

 Coop Cooperativa de Consumo  Cooperados afetados positivamente

Considerada a maior cooperativa de consumo da América Latina e figurando na 13ª posição do ranking da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), a Coop Cooperativa de Consumo soma 60 anos de atuação no varejo nacional. Suas conquistas são também creditadas à profissionalização que favorece a competição no mercado em igualdade de condições com outras empresas, igualmente profissionalizadas.

a855f672-b265-4a9f-9c02-e1834173717f

No caso de cooperativas do ramo consumo, a profissionalização pode ser sentida pelos seus cooperados via oferta de produtos e serviços mais adequados, instalações modernas, excelência no atendimento, preços justos e um ótimo ambiente. E, a longo prazo, na perenidade e no crescimento da sociedade.

A criação de um ambiente de confiança e bom relacionamento, com transparência e respeito, entre Conselhos e Diretoria, foi viabilizada pela adoção de melhores práticas em governança, que permite criar e seguir padrões para as atividades dos órgãos diretivos da cooperativa, estabelecer códigos de conduta, critérios para tratamento de conflitos de interesse, confidencialidade, unicidade das discussões e decisões, evitando conversas paralelas e externas às reuniões, plano de sucessão e avaliação dos diretores. Igualmente importante é a abertura de espaço para discussão dos resultados financeiros, benchmarks e indicadores.

 

 

 

 

 

Publicidade