COMUNICAÇÃO: Imagens do cooperativismo do PR serão expostas na sede da ONU

Publicado em: 01 junho - 2016

Leia todas


Duas fotografias que retratam o cooperativismo do Paraná farão parte da exposição “Cooperativas: O poder de agir para um futuro sustentável“, que acontecerá na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque (EUA), de 4 a 20 de julho. As duas imagens, de autoria do jornalista e fotógrafo Ricardo Rossi, que atua na equipe de comunicação do Sistema Ocepar, foram selecionadas em concurso internacional pelo Comitê de Promoção e Progresso das Cooperativas (Copac), constituído pela Aliança Cooperativa Internacional (ACI) e pela ONU.

image003As fotografias retratam produtores de frutas, cooperados da Coaprocoar – Cooperativa Agroindustrial de Produtores de Corumbataí do Sul e Região. A cooperativa foi tema de reportagem da edição 109 da Revista Paraná Cooperativo, de julho de 2014, que relatou os resultados que fruticultores estão obtendo por meio do trabalho cooperativo. As imagens mostram os produtores Olavo Aparecido e João Batista Campos nas lavouras de maracujá e na secagem de sementes da fruta.

Conscientização – De acordo com Fran McCrae, coordenadora do Copac, foram selecionadas dez imagens produzidas por cinco fotógrafos, que retratam exemplos de cooperação na Etiópia, Nigéria, Paquistão, Ruanda, Timor-Leste, Faixa de Gaza, Reino Unido e Brasil. “Além da exposição, as fotografias serão publicadas num catálogo, que será enviado a todos os representantes dos países membros da ONU para conscientizá-los sobre o Dia Internacional do Cooperativismo”, afirmou. Rossi foi o único fotógrafo brasileiro entre os selecionados.

Temas – A exposição promovida pela Copac será uma homenagem ao Dia Internacional do Cooperativismo, celebrado sempre no primeiro sábado do mês de julho. Para selecionar as imagens, a entidade organizou um concurso de fotografias. Puderam ser inscritas fotos que retratam como as cooperativas estão contribuindo para a implantação dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que fazem parte da agenda adotada em setembro de 2015 pelos Estados-Membros da ONU. Foram selecionadas as melhores imagens que abordam os seguintes temas:

• A erradicação da pobreza e da fome.
• Proteção dos meios de subsistência, oferecendo trabalho decente e criação de emprego sustentável.
• Melhoria da igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres e meninas.
• Melhoria da segurança alimentar e construção de um sistema sustentável de alimentos.
• Promoção do desenvolvimento das comunidades rurais e oportunidades econômicas para os pequenos produtores.
• Proteção do ambiente e combate às alterações climáticas.
• Engajamento das cooperativas como parceiros das comunidades, com os responsáveis políticos e agências das Nações Unidas para alcançar o desenvolvimento sustentável.
• Outros temas expressos nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Coaprocor – Produtores de café afetados por sucessão de infortúnios climáticos, geada e granizo, tiveram que buscar alternativas de renda para manter a viabilidade de suas atividades. A solução foi a fruticultura. Organizados em cooperativa, superaram adversidades e obtiveram bons resultados com os novos cultivares. Fundada em 2009, a Coaprocor, localizada em Corumbataí do Sul, Noroeste do Paraná, congrega 800 produtores e gera cerca de 70 empregos diretos. A cooperativa está investindo na agroindustrialização e comercializa, além das frutas in natura, 25 tipos de polpas de frutas, em mais de 100 municípios do Paraná e São Paulo.

Comunicação Social – “Sem sombra de dúvida, a escolha das fotografias inscritas pela assessoria de Comunicação Social do Sistema Ocepar, feita pela comissão da ONU, é mais do que um prêmio. É um reconhecimento ao importante trabalho que o setor desempenha em mostrar as diferentes formas de atuação do cooperativismo no estado. Demonstra ainda que estamos no caminho certo quando investimos no aperfeiçoamento da equipe, com apoio do Sescoop/PR. Tanto o autor das fotos selecionadas, Ricardo Rossi, como nossa colega Marli Vieira, realizaram uma pós-graduação em fotografia que, com certeza, contribuiu muito para essa conquista”, disse o coordenador da Assessoria de Comunicação Social do Sistema Ocepar, Samuel Milléo Filho.

Evidentemente que não podemos também deixar de enaltecer o olhar fotográfico do autor quando da realização da reportagem. E essa melhoria na qualidade das imagens nós temos também percebido nas assessorias das cooperativas do Sistema. Nos fóruns de comunicação já realizamos diversos treinamentos em fotografia, com especialistas do setor, como o fotografo Zig Koch, professora Zaclis Veiga, entre outros. Destaco aqui uma importante frase que nosso ex-presidente João Paulo Koslovski disse num evento com presidentes de cooperativas: “comunicação não deve ser encarada como despesa mas, sim, como investimento”, acrescentou Milléo.



Publicidade