COOP injeta R$ 17,5 milhões em reformas de lojas

Publicado em: 13 dezembro - 2016

Leia todas


Como parte do pacote de R$ 121 milhões destinados para investimentos em 2016, a Coop – Cooperativa de Consumo aplicou R$ 17,5 milhões em obras e modernização de duas unidades de distribuição, que estão sendo reinauguradas em dezembro.

Uma delas é a loja Santana, em São José dos Campos, que passou pelo projeto de reforma mais amplo de sua história, desde que foi instalada no Município há 30 anos. Esta loja foi o primeiro ponto de distribuição da Coop inaugurado em 1983 fora dos limites do Grande ABC e exigiu investimentos de R$ 11,5 milhões, empregados em várias frentes de trabalho.

A área de perecíveis e retaguarda ganhou tecnologia moderna na cadeia de frio alimentar, oferecendo maior segurança alimentar e menor impacto ambiental. A implantação de novo layout e comunicação visual, somada à substituição do piso e teto, garantiu um ambiente de compra mais arejado, ágil e moderno. O projeto contempla ainda a expansão, pavimentação e iluminação do estacionamento com a tecnologia LED e, para completar, as lojas satélites – também reformadas – ocupam agora um ponto mais estratégico na estrutura da loja, além da ampliação da drogaria. A reinauguração acontece em 14 de dezembro.

Em 16 de dezembro será a vez dos cooperados que frequentam a unidade Joana Angélica, em São Caetano, conhecer as novidades incorporadas. A base do projeto de modernização, orçado em R$ 6 milhões, focou as principais melhorias implementadas na unidade de Santana, como a substituição da cadeia de frio alimentar, nova comunicação visual, reforma das gôndolas, expansão da drogaria, ar condicionado, além da troca do piso do ambiente de loja e do teto.

Além da reforma física, as duas unidades também passarão a contar com autocaixas, chamados self-checkout, sistema que dá total autonomia para que o cooperado registre sua compra e faça o pagamento – por meio de cartões de débito ou crédito – sem depender da ajuda dos operadores de caixa. Seu funcionamento é semelhante aos caixas eletrônicos das agências bancárias.

Implantado em primeira mão na unidade Industrial, em Santo André, o self-checkout, apresenta dados bem positivos.  Desde seu lançamento, em 30 de agosto último, quase 6% dos cupons emitidos pela unidade vieram deste novo canal de atendimento, percentual que teve seu maior pico no feriado de 7 de setembro, quando chegou a 10%. Por se tratar de um serviço novo no comércio varejista brasileiro, estima-se que o potencial de crescimento seja entre 7 e 11%.