Faturamento das cooperativas do ramo infraestrutura cresceu mais de 18% em 2020

Publicado em: 20 março - 2021

Leia todas


Prefeitura de Iracema acelera obras de eletrificação rural – Prefeitura de  Iracema

Atuando em uma atividade considerada essencial, o fornecimento de energia elétrica, as cooperativas paranaenses do ramo infraestrutura encerraram 2020 com 18,4% de aumento no faturamento em relação ao ano anterior, atingindo o montante de R$ 162.732.298. Desse total, 53% teve origem em receita de energia; 40% na receita de vendas (lojas) e 7% na receita de prestação de serviços. A variação acumulada em cinco anos foi de 35,9%. A região Oeste do Paraná respondeu por 74% do faturamento do ramo, de acordo com os dados consolidados do ano passado levantados pela Coordenação de Monitoramento do Sistema Ocepar.

O estudo mostra ainda que o ramo fechou o exercício de 2020 consumindo/distribuindo quase 15 milhões de kw/h/mês. Além disso, no final do ano, o segmento contava com 9.565 unidades consumidoras, o que representa um crescimento de 13% em relação a 2019. O consumo médio mensal dos associados das cooperativas de infraestrutura (eletrificação rural) foi de 1.568 Kw/h. Do total da energia distribuída, 79% foi destinada a associados pessoas físicas e 21% a pessoas jurídicas.

No Paraná, o ramo infraestrutura é composto por 15 cooperativas, das quais oito de distribuição de energia (eletrificação rural); quatro de geração compartilhada; duas de construção civil (habitacional) e uma de água e saneamento. Elas somaram 294 funcionários em 2020, redução de 2% no quadro em relação a 2019, e 11.551 cooperados em 2020, quantidade 15,6% superior a de 2019.

“A riqueza adicional do ramo, mensurada pela Demonstração de Valor Adicionado, DVA, chegou a R$ 29,8 milhões, sendo 14% superior ao do ano anterior. Este montante foi distribuído da seguinte forma: 44,4% com quadro laboral; 6,7% com impostos, taxas e tributos; 44% com o quadro social (capitalização ou distribuição) e 4,8% com a remuneração dos capitais de terceiros”, esclarece o coordenador de monitoramento, João Gogola Neto.

Ainda de acordo com ele, o resultado do ramo infraestrutura foi positivo em 2020, registrando aumento de 12,9% em comparação ao ano anterior. “O percentual da margem Ebitda, que indica o quanto o ramo está gerando de recursos em suas atividades operacionais, foi de 8,9%, variação de 11,3% em relação a 2019. Já a tesouraria do ramo infraestrutura é classificada como sólida no Paraná, e representa 13,4% dos ativos, com volume nominal de R$ 32.009.376,31”, acrescenta Gogola.

Clique aqui e confira na íntegra o cenário consolidado do ramo infraestrutura no Paraná em 2020


Fonte: Sistema Ocepar


Notícias Relacionadas



Publicidade