LAR: Inaugurado laboratório central em Medianeira

Publicado em: 07 abril - 2016

Leia todas


Uma ampla e moderna estrutura, composta por seis laboratórios em um mesmo local, próximo ao Centro Administrativo da Cooperativa Lar em Medianeira-PR, foi inaugurada na tarde do dia 31 de março. O empreendimento, fruto de um investimento da La na ordem de 6 milhões de reais, foi executado devido ao aumento da demanda de análises laboratoriais da cooperativa, tanto em número quanto em complexidade e também a necessidade de local adequado para pesquisa, desenvolvimento e inovação em produtos e processos.

Marco – “Essa inauguração  é um dos marcos na história da Cooperativa Lar para cada vez mais provar a segurança do que produzimos e revendemos” afirmou o diretor-presidente Irineo da Costa Rodrigues salientando que o laboratório é destinado não somente às análises de alimentos para consumo humano da marca Lar, mas também de rações, matéria-prima, sementes agrícolas e sanidade animal. Embora cada indústria da Cooperativa tenha um laboratório próprio, a estrutura central será destinada às análises mais complexas.

Estrutura – O Laboratório Central compreenderá os seguintes laboratórios: Microbiologia, Físico-químico, Cozinha de Testes e Análise Sensorial, Análises de Sementes, Análises Sorológicas e Sanidade Animal.  Segundo o gerente industrial Clédio Marschall a Cooperativa Lar possuía um laboratório central em uma estrutura menor desde 2003, focado em análises microbiológicas e físico-químicas, com uma média de 5 mil análises/mês. As análises de sementes e cozinha de testes eram realizadas em outras unidades da Cooperativa.

“Agora teremos uma estrutura de gestão única, otimização de sistemas e pessoas, gerando sinergia e redução de custos para a Cooperativa. Se na estrutura anterior tínhamos capacidade para realizar 5 mil análises/mês, agora poderemos realizar até 18 mil análises/mês”, afirmou Marschall.

Presenças – Prestigiaram o ato inaugural o presidente brasileiro da Itaipu Binacional Jorge Samek, o coordenador de ciência e tecnologia do Paraná e professor Evandro Razzoto, o diretor da Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Medianeira Flávio Pauli, o prefeito municipal Ricardo Endrigo, representantes de órgãos públicos, conselheiros da Cooperativa, gerentes, funcionários e imprensa local.

Estrutura – O laboratório central conta com:

-1.227m² de área construída.

– Métodos modernos para maior segurança na realização de análises.

– Layout planejado para evitar contaminações e interferências nas análises.

– Numeração, isolamento e identificação de microrganismos por referência molecular e por DNA.

– Equipe multidisciplinar composta por 16 profissionais, incluindo engenheiros químicos, de alimentos e agrônomo e uma médica veterinária.

– Estrutura apta para analisar alimentos para o consumo humano e animal (cárneos, vegetais, farelo de soja, milho, rações, óleo, água, efluentes, sementes, entre outros).

– Gestão dos processos baseadas nas normas ISSO 9001 e ISSO 17025.

– Todos os resíduos sólidos e de risco à saúde são devidamente gerenciados, e todos os efluentes gerados no laboratório são devidamente tratados. (Imprensa Lar)