OCB/MT e Imea assinam parceria técnica

Publicado em: 21 julho - 2021

Leia todas


A Organização das Cooperativas Brasileiras de Mato Grosso (OCB/MT) assinou contrato de parceria técnica institucional com o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), com o objetivo de promover geração de dados econômicos e análises estratégicas dos principais mercados agropecuários de Mato Grosso para as cooperativas integrantes do Sistema OCB/MT.

A partir desta parceria, as cooperativas terão acesso a informações elaboradas de análises e cruzamentos de dados que darão origem a materiais técnicos econômicos com dados de produção e preço agropecuário, exportação, logística, crédito, investimentos, potencialidades e outros, que auxiliaram de maneira direta os ramos cooperativistas do Agro, Crédito, Infraestrutura e Transporte de Mato Grosso.

Para que as informações sejam analisadas de forma ainda mais estratégicas, o estado foi dividido em sete regiões, e discussões sobre os dados serão realizadas em rodadas com apresentações de materiais que impulsionam o cooperativismo da região, tanto no que tangem inteligência de mercado quanto o desenvolvimento regional. A proposta com as rodadas é de impulsionar modelos de negócios e possíveis novos produtos a todos os ramos de cooperativas, além de auxiliar o Sistema OCB/MT em atuação político institucional em prol de todo o setor.

Para o superintendente da OCB/MT, Frederico Azevedo, “o IMEA é um instituto reconhecido nacional e internacionalmente pelas análises realizadas e o Sistema OCB/MT entende que a parceria irá fomentar a análise de dados do setor agropecuário, transporte, agropecuário lácteo, crédito e mineral voltado ao cooperativismo e possibilitar o impulsionamento de novos negócios. É mais uma prestação de serviços que estará disponível ao setor cooperativista de Mato Grosso e que atende as premissas que o Conselho Diretor determinou para o triênio.”

A parceria do Sistema OCB/MT com o Imea vai disponibilizar às cooperativas indicadores da das cadeias produtivas da soja, milho, algodão, boi, leite, suínos, custo de produção, conjuntura econômica e geoprocessamento, além de estudos específicos voltados a suas cadeias.

Para o superintendente IMEA, Daniel Latorraca, essa parceria é de fundamental importância no contexto atual do agro negócio do estado, porque os movimentos do setor são dinâmicos na variação de preços, do dólar, variação de custos, valor da terra, dos ativos, das máquinas e é necessário adotar novas estratégias para se manter competitivo dentro da lavoura.

“Para que o produtor tenha margem no final do ciclo produtivo, em especial para médios e pequenos produtores, é fundamental a união com outros produtores, através de uma cooperativa por exemplo, seja para comprar um armazém, colher, comercializar melhor, sem a necessidade de venda antecipada, ou para comprar insumos. Esta união resulta em um volume maior de compra, ganhando escala e economia de até 20% nos preços dos insumos, o que já foi detectado nos primeiros levantamentos do Imea nas cooperativas agrícolas de Mato Grosso. O que estamos vendo são os produtores procurando cada vez mais se unir nesse sentido para várias estratégias”, afirma o superintendente.

Latorraca ainda analisa que “nem todos produtores têm acesso a todas as informações e esta parceria possibilita que o Sistema OCB/MT e Sescoop/MT fomentem o cooperativismo e o Imea subsidie todo este movimento e fomento com informações, análises e estudos estratégicos para que os produtores se convençam ainda mais de não só ampliar suas cooperativas, mas também de criar novas no estado de Mato Grosso”.


Fonte: Sistema OCB/MT


Notícias Relacionadas:



Publicidade