Presidente de coop defende ato cooperativo em comissão geral da Câmara

Publicado em: 13 agosto - 2021

Leia todas


O presidente da Unimed do Brasil, Omar Abujamra Junior, defendeu, nesta terça-feira (10/08), a atenção à Lei Geral do Cooperativismo (5.764/71), que completa 50 anos em 2021, em especial ao princípio constitucional do adequado tratamento tributário das sociedades cooperativas. Ele participou, a convite do deputado Evair de Melo (ES), presidente da Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop), da comissão geral realizada pela Câmara dos Deputados para discutir a situação da saúde do Brasil.

Abujamra afirmou considerar fundamental a discussão da assistência à saúde, agregando a força dos setores público e privado em prol de um futuro que garanta o fortalecimento do setor de forma sustentável e capaz de continuar a prestar atendimento e qualidade de vida à população brasileira. Para isso, no entanto, ele lembrou que há pontos de atenção que precisam ser considerados para que se alcance o equilíbrio almejado.

“Além da importância da Lei do Cooperativismo, destacamos também a necessidade de revisão do Marco Regulatório de Saúde Suplementar, para ampliar o acesso aos serviços de saúde; atenção às demandas da categoria médica pela valorização e qualificação de seu trabalho; e a busca de soluções político institucionais que estimulem as ações de saúde compartilhadas entre os setores público e privado”, complementou.

O presidente também reforçou o compromisso da Unimed Brasil e sua disposição para construir caminhos e colaborar para o desenvolvimento de um sistema de saúde cada vez mais integrado e plural. Ele lembrou que a Unimed do Brasil representa o maior sistema privado de cuidados com a saúde do país, com mais de 18 milhões de beneficiados e presença em 86% do território nacional. “Estamos nas grandes metrópoles e nas pequenas cidades do interior. Em várias delas, nossos hospitais são pilares fundamentais da infraestrutura assistencial”.

Ainda segundo Abujamra, durante a crise causada pela pandemia do coronavírus, a Unimed do Brasil entregou 14 novos hospitais, contratou mais de 11 mil profissionais de saúde e coordenou iniciativas de responsabilidade social que captaram R$ 4 milhões para beneficiar 45 instituições e mais de 22 mil famílias. “Colocamos em ação o princípio cooperativista de interesse pela comunidade ao dar as mãos aos poderes públicos em várias cidades, promovendo parcerias com o SUS, doações de equipamentos de proteção e iniciativas de combate à fome”, concluiu.

Para assistir a sessão, clique aqui.


Fonte: Sistema OCB


Notícias Relacionadas:



Publicidade