Regional Sudeste: coração do cooperativismo paulista

Publicado em: 27 outubro - 2016

Leia todas


Pequena em extensão geográfica, mas grande em número de cooperativas. É assim que a consultora Daniela de Morais define a regional Sudeste, atendida por ela no Sescoop/SP. São 426 cooperativas, localizadas na Grande São Paulo, Baixada Santista, litoral sul, litoral norte, Vale do Paraíba e Vale do Ribeira.

Nesses locais, o cooperativismo se desenvolve em meio a paisagens urbanas, onde a consultora precisa enfrentar muitas horas no trânsito para visitar as cooperativas. Cerca de 70% delas estão na maior região metropolitana do País, bem próximas da Casa do Cooperativismo Paulista.

Entre as regionais, a Sudeste é a que concentra o maior número de cooperativas, em uma área de abrangência menor. Apesar da proximidade com a sede do Sistema Ocesp, os deslocamentos para as visitas costumam ser mais demorados, devido ao trânsito complicado na maior cidade do Brasil.
Por outro lado, essa proximidade permite que as cooperativas da regional Sudeste possam usufruir melhor da estrutura disponível na sede do Sistema Ocesp, com mais facilidade de acesso para participarem dos cursos e eventos realizados na Casa.
Para a consultora Daniela de Morais, um importante diferencial é o fato da regional estar localizada no coração financeiro do Estado e do País. Por isso, há grande número de centrais, federações e confederações com sede na capital.
“Dedicamos um tempo especial a essas cooperativas, pois é por meio delas que conseguimos chegar mais próximo das singulares. Elas viabilizam o conhecimento sobre as necessidades das suas filiadas e as repassam ao Sescoop/SP”, explica.

Diversidade e integração

Na regional, o ramo Crédito é o mais representativo, com 26% do total de cooperativas. Em seguida, vêm o ramo Trabalho com 22% e o ramo Saúde, com 16%. Segundo Daniela, a grande representatividade do crédito reside no fato de que a maior parte dessas cooperativas foi constituída por colaboradores de grandes empresas nacionais e multinacionais instaladas na região.
Outra característica marcante é a grande diversidade cultural. Por isso, afirma a consultora, as ações de promoção social têm cada vez mais expressão na regional. Ela destaca as ações do Dia de Cooperar, que beneficiaram cerca de 4,7 mil este ano, apenas na capital paulista. “A intercooperação e a integração foi possível por meio dessas ações de responsabilidade socioambiental”, comemora.
Daniela também atribui ao Programa de Formação de Agentes de Desenvolvimento Humano (ADHs), iniciado em 2015, a maior aproximação, integração e troca de experiências entre as cooperativas da regional.

Sobre a consultora

Daniela de Morais é formada em Cooperativismo pela Universidade Federal de Viçosa (UFV) e atua há dois anos como consultora regional do Sescoop/SP. Ela trabalha para identificar necessidades, dificuldades e conquistas das cooperativas da regional Sudeste, divulgando as ações de desenvolvimento da gestão e de desenvolvimento social oferecidas pelo Sescoop/SP.

“Oferecemos consultoria e diagnósticos gratuitos, que a cooperativa teria custo para contratar no mercado. É gratificante saber que há necessidades das cooperativas que podem ser atendidas pela nossa equipe”, conclui.

Para ser visitada e receber atendimento de um consultor regional, a cooperativa deve ser registrada e estar regular no Sistema Ocesp. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail atendimento@ocesp.coop.br ou pelo telefone (11) 3146-6200.



Publicidade