RODOCOOP: Resultados são apresentados durante Assembleia Geral Ordinária

Publicado em: 23 março - 2017

Leia todas


A diretoria da Rodocoop – Cooperativa de Transportes e Serviços Rodoviários, com sede em Mandaguari-PR, reuniu seus cooperados na noite de 24 de fevereiro para realização da Assembleia Geral Ordinária (AGO), quando foi apresentada a prestação de contas relativas ao exercício de 2016. No Relatório da Diretoria, os associados puderam acompanhar informações como demonstrações contábeis, os pareceres da Auditoria Independente e do Conselho Fiscal, e a destinação das sobras apuradas. Foi apresentado também o orçamento para o exercício de 2017, com detalhamento do plano de atividades.
Participação – A Assembleia contou com participação de membros das diretorias das cooperativas Cocari, representada pelo diretor executivo João Carlos Obici, e da Central Aurora Alimentos, representada por Fabiano Dal Magro. “A Assembleia é um momento especial, dia que os cooperados podem conferir a prestação de contas, e celebrar os resultados alcançados pela cooperativa”, disse o presidente da Rodocoop, Marcos Trintinalha.
Planos e metas para 2017 – Conforme afirmou Trintinalha, o plano é continuar buscando conquistas que possam se reverter em benefícios para os associados. “Em conjunto com a Ocepar, nossa meta é buscar saída para as questões de tributos sobre insumos do transporte (pneus, peças mecânicas e elétricas) voltadas para as frotas dos cooperados”, apontou. “E continuar buscando financiamento com prazos e juros compatíveis para renovação da frota de caminhões”, acrescentou.
Expansão geográfica – A expansão também está nos planos da Rodocoop, já que o estatuto da cooperativa permite trabalhar em outros estados. “Vamos intensificar a busca de novas oportunidades de transportes na área de ação da Rodocoop, especialmente em Goiás”, anunciou o presidente, destacando que a parceria com a Cocari está possibilitando vislumbrar esse avanço. “A produção de grãos em Goiás está muito boa, e vimos a necessidade de a Rodocoop fazer parte também daquela estrutura, com o transporte de cereais”, esclareceu.
Sobras e investimento – O presidente da Rodocoop informou que, em dezembro, foram distribuídas sobras aos cooperados. E que parte dessa sobra será destinada às obras das futuras instalações da sede própria da Rodocoop, um dos principais assuntos tratados na AGO. “Queremos iniciar o processo de estruturação da sede, que também vai envolver novos investimentos para prestação de serviço de oficina, lavagem e lubrificação de caminhões, que deverão ser realizados para facilitar o exercício da profissão dos nossos associados”, ponderou.
Quadro social – O quadro social da Rodocoop é composto atualmente por 179 cooperados, sendo 170 Pessoas Físicas, dos quais 159 são homens e 11 mulheres. Nove são Pessoas Jurídicas.
Ocepar – O coordenador da Gerência de Desenvolvimento e Autogestão do Sistema Ocepar, João Gogola, representou a entidade na AGO da Rodocoop. “Acompanhei toda a constituição, o desenvolvimento e o avanço que teve a cooperativa. E podemos perceber, pelos números apresentados, que a Rodocoop está crescendo a cada ano, e trazendo resultados positivos para os cooperados”, observou.
Crescimento do ramo – Gogola falou de sua atuação junto ao cooperativismo de transporte, dentro e fora do Estado, e em Brasília. Ele informou que o ramo transporte teve crescimento não só de organização, mas com relação à movimentação econômica. “O cooperativismo do Paraná como um todo cresceu acima de 15%, fechando o ano próximo de R$ 70 bilhões de movimentação econômica. Mas só o ramo de transporte cresceu 26%, demonstrando que a atividade está se desenvolvendo, como está ocorrendo com a Rodocoop”, afirmou.
Rodocoop sai na frente – O representante da Ocepar elogiou as iniciativas da Rodocoop, que têm contribuído para importantes conquistas do cooperativismo de transporte. “Como aconteceu com o Imposto de Renda, que beneficiou todos os autônomos do país, está acontecendo agora, em relação ao crédito de ICMS, e novamente a Rodocoop sai na frente e faz a demanda, luta para conquistar melhorias para o setor”, destacou.
Conquistas – Gogola enumerou as conquistas do ano do setor de transporte, entre as quais destacou a organização do ramo, por meio do lançamento dos manuais contábil, tributário e operacional. “O cooperativismo de transporte é o ramo mais novo em atividade no Brasil e o único do Brasil que tem um manual”, comentou. Ele falou ainda sobre o lançamento de uma publicação, que deve acontecer este ano, em comemoração aos 15 anos de atuação do cooperativismo de transporte e lembrou que a Rodocoop, que acaba de completar 10 anos, teve papel importante no crescimento do setor.
Eleição do Conselho Fiscal – Durante a AGO foi realizada a eleição dos membros do Conselho Fiscal da Rodocoop, para a gestão no ano de 2017, que ficou assim constituído: Valdeci Penteado da Rosa, Alex José dos Santos e Joerson de Freitas Petta, como efetivos; e Renato Sano, Júlio Cesar Silva Vieira e Marcelo Fernando Viani, como suplentes. Aqueles que se despediram do Conselho Fiscal receberam placas de agradecimento pelo trabalho realizado. (Imprensa Rodocoop)



Publicidade