Seminário orienta cooperativas agropecuárias sobre fabricação de ração e comércio de medicamentos

Publicado em: 23 agosto - 2016

Leia todas


O Sistema OCB/SESCOOP-GO fechou parceria com a Superintendência Federal de Agricultura em Goiás (SFA-GO) para a realização de um seminário destinado às cooperativas agropecuárias do Estado. A proposta é levar conhecimento e esclarecer dúvidas de associados, zootecnistas, médicos veterinários e engenheiros agronômicos, ligados às cooperativas, sobre as regulamentações que regem a fabricação de produtos para alimentação animal e a comercialização de medicamentos de uso veterinário.

Uma equipe da SFA-GO, liderada pelo superintendente Julio Cesar Carneiro, visitou a Casa do Cooperativismo Goiano na manhã de sexta-feira (12) para apresentar a proposta, que foi recebida pela superintendente do Sistema, Valéria Mendes. Segundo Julio Cesar, o projeto da SFA-GO, de capacitar e conscientizar os profissionais envolvidos nessa área, tem como objetivo reduzir o alto índice de autuações emitidas durante a fiscalização e, consequentemente, reduzir a aplicação de multas. “Muitas vezes, são problemas simples de se resolver, que não demandam custo. Basta que o responsável técnico do estabelecimento esteja capacitado”, afirma.

Conforme dados da SFA-GO, os problemas mais recorrentes encontrados pela fiscalização são referentes à falta de boas práticas na fabricação de alimento animal, dentre elas, o uso de matéria-prima vencida e de substâncias proibidas, a falta de adequação das instalações e erros na rotulagem. A SFA-GO dispõe, atualmente, de oito técnicos do Serviço de Fiscalização de Insumos Pecuários (SEFIP/GO), para verificar cerca de 280 fabricantes de alimentos animais e de produtos veterinários, 1.200 comerciantes e 85 produtores.

Na OCB-GO, existem hoje 84 cooperativas agropecuárias registradas, que reúnem mais de 20 fábricas de rações, aproximadamente 30 lojas agropecuárias e mais de 180 profissionais especializados (médicos veterinários, zootecnistas e engenheiros agronômicos). “Essa iniciativa é um investimento que fazemos para o futuro, no intuito de reduzir as discrepâncias nas nossas cooperativas e causar um impacto significativo na fiscalização, evitando que pequenos problemas se tornem grandes prejuízos”, afirma Valéria Mendes.
Para Julio Cesar, buscar a parceria do Sistema OCB/SESCOOP-GO é fundamental para se alcançar um público expressivo de grandes e pequenas cooperativas, que estão entre os fabricantes de ração e medicamento veterinário ou que são consumidores direto desses produtos.

Além de Julio Cesar Carneiro e Valéria Mendes, participaram da reunião, na sede dos Sistema, a chefe da SEFIP/GO, Márcia Virgínia Santos Bernardes, o chefe-substituto da SEFIP/GO, Danilo Ferraz Silva, o chefe-substituto da Divisão de Defesa Agropecuária (DDA), André Brandão, e os auditores fiscais agropecuários Iones José Marques e Rogério dos Santos Lopes. Também estavam presentes os analistas de cooperativismo da OCB-GO Diogo Oliveira, Rafael Rézio e Carlos Eduardo Matos.

Data
O seminário está marcado para o dia 19 de setembro e será realizado na Casa do Cooperativismo Goiano. As cooperativas agropecuárias registradas na OCB-GO serão convocadas por meio de circulares, com instruções para participarem do evento, a programação e o prazo de inscrições, que será aberto nos próximos dias e estará disponível em breve, no portal Goiás Cooperativo.

Além das palestras, o seminário será aberto para que os participantes tirem todas as suas dúvidas sobre o assunto. “Este será um momento muito proveitoso para discutirmos abertamente essas questões e até para que o público exponha suas principais dificuldades, de forma que possamos orientá-los para o futuro, quando tiverem de passar por uma fiscalização”, destacou o chefe-substituto da DDA, André Brandão.



Publicidade