Sistema Ocemg inicia visitas para devolutiva do GDA

Publicado em: 19 maio - 2017

Leia todas


O Sistema Ocemg iniciou nos dias 3 e 4 de maio o calendário de visitas para a apresentação dos dados do Programa de Acompanhamento Econômico Financeiro – GDA, das cooperativas agropecuárias de leite do Estado, referentes ao período de 2012 a 2016. A Coopa de Conceição do Mato Dentro, e a CooperSerro, da cidade do Serro, foram as primeiras cooperativas a conhecer os resultados extraídos do Programa no ano de 2016.

Até o final de maio, serão realizadas nove visitas a cooperativas da Região Metropolitana de Belo Horizonte e do Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba. A meta para 2017 é realizar 15 visitas.

“Nossa perspectiva é apresentar o trabalho com os dados obtidos das cooperativas e mostrar para elas os indicadores econômicos e financeiros, bem como o panorama das cooperativas de leite dentro do Estado, possibilitando uma análise individual e setorial por parte da cooperativa”, explicou José Fidelis, analista da gerência Desenvolvimento e Monitoramento das Cooperativas.

Durante a visita, cada cooperativa recebe suas informações separadamente e é orientada sobre os indicadores e as oportunidades de melhorias. A apresentação também traça um panorama geral da situação financeira do setor de leite. O levantamento aponta que as 51 cooperativas analisadas, de 11 regiões do Estado, tiveram um faturamento total de 6,4 bilhões no ano de 2016, gerando uma sobra de R$ 86,3 milhões.

A partir deste ano cada cooperativa ficará responsável por alimentar a base de dados do GDA. O Sistema Ocemg vem realizando desde 2016 um amplo acompanhamento com as cooperativas participantes do Programa, para que tenham condições de subsidiar a ferramenta que gera informações quantitativas de análise econômica e financeira.

Para Carlos da Silveira Dumont, presidente da CooperSerro, a apresentação dos dados do GDA mostra que a cooperativa está no caminho certo. “Essa ferramenta nos apresenta um mapa fiel da saúde financeira de nossa cooperativa. Esses resultados serão certamente utilizados para nortear a tomada de decisões e conduzir as estratégias gerenciais de nossa empresa. A implantação dessa ferramenta é um primeiro passo para efetivar a presença da Ocemg na rotina das cooperativas. Agora precisamos caminhar para estabelecer planos de ação que atuem para o fortalecimento de toda a cadeia das cooperativas de leite de Minas Gerais”, declarou.



Publicidade