Sistema Ocepar – Meta para 2016 é realizar sete mil eventos de formação profissional

Publicado em: 05 abril - 2016

Leia todas


Realizar sete mil eventos de formação profissional e promoção social, com 96 mil horas, para um público de 160 mil pessoas, é um dos objetivos que o Sistema Ocepar quer atingir em 2016, por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop/PR).

Pós-graduação Um dos destaques do Plano de Ação 2016 da entidade são os cursos de pós-graduação, executados em conjunto com diversas universidades e instituições de ensino, abrangendo áreas com foco nos setores estratégicos de gestão das cooperativas. Somente no ano passado, 29 turmas foram iniciadas e estão em andamento 53 turmas, totalizando 1.925 alunos. O Sescoop/PR também apoia a realização do mestrado profissional em cooperativismo, promovido pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) desde 2014, somando atualmente três turmas.

Atividades – Neste ano, deve ser realizada a sexta turma do Programa Internacional de Formação de Executivos e Líderes Cooperativistas, um curso em parceria com uma universidade internacional e 15 turmas do Programa de Formação e Certificação de Conselheiros. Também será desenvolvida uma formação destinada aos conselheiros já certificados. A ideia é, ainda, aprimorar a capacitação dos agentes de Desenvolvimento Humano e criar novos programas, como de Formação e Difusão do Cooperativismo e de educação financeira.

Avanço – Nos últimos dez anos, os investimentos em programas de capacitação receberam investimentos na ordem de R$ 149,6 milhões, que beneficiaram mais de 1,3 milhão de pessoas em 42.517 eventos, realizados com o apoio financeiro do Sescoop/PR e organizados em parceria com cooperativas e instituições educacionais. Somente em 2015, foram aplicados R$ 21,7 milhões para viabilizar 5.225 projetos de formação profissional, contabilizando 129.524 participações.

Promoção Social – Na área de promoção social, foram realizados no ano passado 1.284 eventos, com a presença de 50.396 pessoas, 10.438 de trabalho e aplicação de R$ 3,7 milhões em recursos. O objetivo desses eventos é buscar a melhoria da qualidade de vida dos empregados, associados, familiares e comunidade, a partir de ações voltadas à educação, saúde, cultura, integração social, meio ambiente e geração de renda. Nesse sentido, são organizados eventos como o Encontro de Lideranças Femininas – Elicoop Feminino, realizado nos dias 14 e 15 de maio, no Sesc Caiobá, em Matinhos, e com a presença de 209 cooperadas. Para o público jovem, aconteceram o Encontro da Liderança Jovem Cooperativista – Elicoop Jovem, nos dias 16 e 17 de abril, na Lapa, com 34 rapazes e moças, filhos de associados de 12 cooperativas; e o Jovemcoop, realizado nos dias 9 e 10 de julho, em Irati, que contou com o apoio da Cooperativa Bom Jesus.  Participaram cerca de 250 lideranças jovens. O encontro é organizado todos os anos em uma cidade diferente, com a proposta de preparar filhos de cooperados e lideranças e sucessão familiar, empreendedorismo e cooperativismo.

Crianças – Outro destaque na área de promoção social é o Cooperjovem, iniciativa voltada aos alunos do ensino fundamental e que visa disseminar a cultura da cooperação, com base em uma prática pedagógica cooperativa, reflexiva, consciente e criativa. No Paraná, a iniciativa contou, em 2015, com a participação de 321 escolas de 63 municípios, somando 18.261 alunos e 983 professores envolvidos no Programa. O Sescoop/PR também participou do encontro conjunto do Cooperjovem e “A União Faz a Vida” – programa desenvolvido pelo Sicredi no Paraná e que em 2015 celebrou duas décadas de existência. A ação já atingiu cerca de 200 mil crianças em diversos estados brasileiros. O encontro aconteceu nos dias 29 e 30 de outubro, em Curitiba, e reuniu mais de 700 pessoas.

Autogestão e monitoramento – O Sescoop/PR também realiza, por meio de sua gerência de Desenvolvimento e Autogestão, um importante trabalho na área de monitoramento e autogestão, cujo objetivo é possibilitar o acompanhamento da situação econômica e financeira das cooperativas, proporcionando maior assertividade ao planejamento estratégico e na tomada de decisões. No ano passado foram realizadas 158 visitas técnicas, que contaram com 1.172 participantes. Para dar embasamento aos trabalhos, foram elaborados 35 cenários consolidados por ramos e cenários regionais para comparação com as cooperativas visitadas. O trabalho incluiu ainda 73 reuniões com profissionais das cooperativas a fim de refinar a análise e explicar a metodologia de interpretação do Plano de Desenvolvimento Cooperativo (PEDC), criado para orientar a aplicação dos recursos do Sescoop/PR.

 

 

 



Publicidade