Técnicos do Sescoop/PA passam por treinamento sobre PAGC

Publicado em: 06 maio - 2016

Leia todas


Um cooperativismo forte é resultado de gestão transparente e comprometida com números. No Pará, vários programas de acompanhamento são utilizados com esta finalidade e a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB-PA) estimula a utilização dessas ferramentas. Durante esta semana, técnicos da Unidade Estadual alinharam o conhecimento interno sobre o Programa de Acompanhamento de Gestão de Cooperativas (PAGC) com as diretrizes nacionais. O treinamento foi realizado por representante do Sescoop nacional.

O programa visa a garantir que o cooperativismo mantenha suas características originais de respeito ao trabalho coletivo e para o bem comum. Ele consiste em um diagnóstico e acompanhamento das cooperativas, com orientações e planos de melhoria, por meio do Instrumento de Acompanhamento da Gestão Cooperativista.

Em 2015, o PAGC sofreu mudanças significativas. As cooperativas passaram a acompanhar todas as informações da plataforma pela internet, o que conferiu dinamismo, transparência, agilidade e segurança na geração de dados. Anteriormente, as informações eram compiladas em uma planilha off line.

De acordo com a analista de Monitoramento e Desenvolvimento de Cooperativas do Sescoop Nacional, Heliane Capoa Dellapicola, o treinamento está sendo uma continuação do trabalho feito ano passado.

“A capacitação na utilização da plataforma WEB foi feita em 2015. Neste ano, estamos aprofundando especificamente a metodologia com ajustes de utilização do Sistema, com uma parte prática de aplicação. Estamos fazendo um acompanhamento além da metodologia, no planejamento do monitoramento ao longo do ano de 2016, colocando metas, cronogramas e prioridades”.

A grande novidade no treinamento é a visita a cooperativas paraenses para a aplicação do Programa. “Quando se aplica uma ferramenta de diagnóstico e se faz um acompanhamento nos processos de ajustes e melhorias na cooperativa, sendo em qualquer um dos eixos de ação dos programas, ocorre o desenvolvimento dela. O acompanhamento técnico em cada cooperativa faz com que ela evolua no seu processo de maturidade em gestão”, conclui Heliane.

Para Francisca Camilo, técnica em ações de cooperativismo, a capacitação representa celeridade para o monitoramento das cooperativas no Oeste paraense. “Iremos acompanhar melhor essas cooperativas, as incluindo no nosso sistema e verificando as melhorias. Não executávamos isso de uma forma mais sequencial e organizada. Com esse processo, vamos ter mais segurança e autonomia, inclusive desafogando o estadual que atendia todas as cooperativas. Estaremos mais próximos delas”.

O nivelamento da equipe técnica é o aspecto mais importante destacado pelo presidente do Sistema OCB/PA, Ernandes Raiol. “Todos os nossos técnicos estão aptos a auxiliar o desenvolvimento das nossas cooperativas. O PAGC trabalha a melhoria de processos internos, a governança, trazendo a transparência para os cooperados. Isso é um importante instrumento que comprova a cooperativa está cumprindo os requisitos legais e com isso alcançar o nosso foco principal, que é sempre o aprimoramento da gestão”. (Fonte: Assimp Sistema OCB/PA)