Vergilio Perius receberá a distinção Imigração Alemã RS 2016

Publicado em: 21 julho - 2016

Leia todas


O presidente do Sistema Ocergs, Vergilio Frederico Perius recebe logo mais, a partir das 19h30, a distinção Imigração Alemã RS 2016, por sua atuação no cooperativismo gaúcho e pelas parcerias estabelecidas com a Alemanha.

A premiação é uma iniciativa conjunta da Comissão das Comemorações da Imigração Alemã no RS, da Federação dos Centros de Cultura Alemã no Brasil e do Centro Cultural 25 de Julho de Porto Alegre. Além de Perius, a professora doutora da Unisc, Lissi Iria Bender Azambuja, também será homenageada.

A Comissão foi criada em 2003 pelo então governador Germano Rigotto para as comemorações dos 180 anos, em 2004. Em 2006 esta Comissão criou a premiação Distinção Imigração Alemã RS. Desde então, vem coordenando a escolha e premiação de inicialmente uma personalidade da Imigração Alemã do RS por ano (senador e ministro Alberto Hoffmann em 2006, historiador Telmo Lauro Müller em 2007) e depois um/a representante da capital e outro/o do interior do Estado.

O nome do professor Vergilio Perius foi indicado por representar com protagonismo uma das bandeiras mais caras à tradição e a cultura alemã do associativismo, essencial para a superação dos graves problemas que afligem a comunidade brasileira. Originários da região de Trier, então Prússia, seus ascendentes chegaram ao Brasil em 1879, na região de São Sebastião do Caí. Como ali não existia terra suficiente para todos, dirigiram-se para Campina das Missões em lotes de terra distribuídos pelo governo.

PERFIL – Filho de Alvina Adolfina Fucks Perius e de Valentim Perius, o menino com então dez anos acompanhava o pai nas reuniões da cooperativa de crédito e agropecuária, no ano de 1953, quando as assembleias eram realizadas em alemão. Por falar português, auxiliava o pai no entendimento da linguagem. Valentim Perius era uma das referências para 47 famílias na comunidade de Linha Nickel, interior de Campina das Missões, pois era assinante e leitor diário do jornal O Dia e da revista Paulusblatt, revista da família católica alemã.

O professor Perius morou na Alemanha em 1969 por seis meses, em Stuttgart, quando estudou na escola ligada à Universidade de Hohenheim e fez estágio em cooperativas habitacionais da Alemanha. De 1971 a 1974, morou na Alemanha. Em 1971, por seis meses, esteve em Freiburg, onde aperfeiçoou-se no alemão no Göethe Institut. Depois, já em Münster, na Universidade de Münster, tornou-se pós-graduado em Cooperativismo. Na oportunidade, só não apresentou sua tese de doutorado por ter retornado ao Brasil por problemas de saúde.

Após, já inserido diretamente no meio cooperativo gaúcho, temos como destaque dessa atuação o projeto de parceria institucional entre as cooperativas gaúchas, que tem em Vergilio Perius um de seus principais líderes, e a DGRV (Confederação das Cooperativas Alemãs e entidade de cúpula de auditoria do sistema de cooperativismo alemão). No Brasil, o projeto é realizado em nome do Ministério Federal de Alimentação e Agricultura da Alemanha, BMEL

O projeto começou pelo setor das cooperativas agropecuárias do Rio Grande do Sul, que hoje é composto por 132 associadas e contam com aproximadamente 327 mil produtores rurais associados, que desempenham um papel importantíssimo para a economia gaúcha, sendo responsáveis por 50% do valor da produção agropecuária do Rio Grande do Sul.

A parceria com os alemães objetiva continuar aumentando a eficiência e o sucesso econômico das cooperativas, através de melhorias na gestão, pela capacitação e qualificação de recursos humanos e especialmente por meio de uma maior intercooperação.

18 de julho é o dia da chegada a Porto Alegre, em 1824, da primeira leva de 39 imigrantes alemães, que em 25 de julho aportariam na Feitoria do Linho Cânhamo, marco inicial de São Leopoldo. (Com informações da Assimp da Ocergs)