Ações de orientação para prevenção ao câncer em mulheres são ampliadas

Publicado em: 13 outubro - 2021

Leia todas


A Coopavel intensifica durante o mês de outubro ações informativas e de orientação para prevenção dos cânceres de mama e de colo do útero. A finalidade é fazer com que, principalmente mulheres, fiquem atentas para os perigos que essas doenças representam e adotem medidas preventivas e façam exames regularmente.

As orientações buscam estimular a prevenção e o diagnóstico precoce, informa a enfermeira do Trabalho Giane Quinhones Dalla Costa. “Quanto mais cedo a doença for diagnóstica, melhores são as chances de cura”. Uma das atividades já programadas e organizadas pelo setor médico da Coopavel é uma palestra. 

Com o tema Quem se ama, se cuida, ela será realizada no dia 13 de outubro, na Sala de Treinamentos da área industrial. Devido às restrições provocadas pela pandemia, número limitado de pessoas poderá participar do evento, com início às 14h30. “Todas as medidas sanitárias serão observadas”, segundo Giane. Os conteúdos vão ser repassados pela psicóloga Néri Mariussi.

O câncer está associado a várias causas. De 80% a 90% dos casos têm origem em fatores externos, como mudanças provocadas pelo homem no meio ambiente, maus hábitos e comportamentos. De 10% a 20% estão ligados a fatores genéticos.

O câncer de mama é o mais comum em mulheres. Estudo recente indica que ele foi responsável, em 2020, por 11,7% do total de novos casos no planeta. Ou seja: acometeu 2,26 milhões de pessoas. O Brasil segue a tendência mundial. Com base em dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer) a previsão para 2021 é de 66.280 novos casos no País.

Em 2019, segundo o Inca, morreram 110.344 mulheres de câncer no Brasil. As principais causas foram o de mama (16,4% do total de óbitos), traqueia, brônquios e pulmões (11,4%), cólon e reto (9,4%), colo do útero (6%), pâncreas (5,3%) e estômago (5%). Segundo a Sociedade Americana de Câncer, os mais diferentes tipos da doença serão responsáveis por 5,5 milhões de mortes de mulheres até o ano de 2030 no planeta, crescimento de 60% no comparativo com os números de 2012. 

Mais de 20 milhões de pessoas desenvolvem algum tipo de câncer todos os anos no mundo. Nas mulheres, as maiores incidências são o câncer de mama, cólon e reto, pulmão e colo do útero. Já nos homens, os mais frequentes são os de pulmão, próstata, cólon e reto, estômago e fígado. Diante desses números e projeções, especialistas recomendam que mulheres, principalmente aquelas com mais de 35 anos, façam exames regularmente, adotem a prática do autoexame e incorporem hábitos saudáveis no seu dia a dia.


Fonte: Imprensa Coopavel


Notícias Relacionadas:



Publicidade