ANS reconhece metodologia utilizada pela Unimed Federação Minas

Publicado em: 25 outubro - 2016

Leia todas


Com o objetivo de qualificar e melhorar a eficiência da rede de serviços hospitalares, a Unimed Federação Minas desenvolveu no estado o programa MG-Hosp. Através dele é possível avaliar a qualidade da assistência hospitalar a partir de critérios objetivos de segurança assistencial, infraestrutura e resolubilidade de cada unidade avaliada.

Para a operacionalização do programa, que prevê a realização de auditorias detalhadas nos hospitais, foi desenvolvida, em parceria com a empresa IAG Saúde, a ferramenta Score Rede, reconhecida agora pela Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS, como um dos sistemas de aferição do QUALISS – Programa de Qualificação dos Prestadores de Serviços de Saúde. Este programa da ANS visa exatamente dar visibilidade aos serviços hospitalares qualificados em todo o Brasil, inclusive para fins de remuneração pelos serviços prestados.

Testado em mais de 900 instituições hospitalares em todo o país, o Score Rede foi desenvolvido pela IAG Saúde e subsidiou, inclusive, estudo científico desenvolvido pela Universidade Federal de Minas Gerais referente à prestação de serviço hospitalar no estado.
A metodologia do MG-Hosp é inovadora, pois utiliza critérios objetivos de avaliação e referências de comparação da própria rede hospitalar local. O programa estimula a melhoria operacional, promovendo a adequação de processos e estabelecendo padrões de referência a partir do registro de parâmetros do desempenho da rede.

Para Luiz Otávio de Andrade, assessor de Regulação e Saúde Integral da Unimed Federação Minas e responsável pelo programa MG-Hosp da Federação, o reconhecimento da ANS valida a estratégia da instituição em estimular a qualificação de prestadores, inclusive através de estímulo financeiro. O resultado buscado é a melhoria do resultado assistencial, com melhoria da saúde dos clientes e redução do desperdício relacionado às complicações. “O reconhecimento da metodologia Score Rede, que foi utilizada pioneiramente pelo MG-HOSP, nos dá a certeza de que estamos trabalhando no caminho certo, apostando na segurança assistencial como âncora para a melhoria na qualidade e eficiência hospitalar da rede credenciada”, completa Luiz Otávio.