Comunicação não violenta e integração: temas de treinamento em Londrina

Publicado em: 01 agosto - 2017

Leia todas


Com a certeza de que o  processo de Comunicação Não Violenta (CNV) pode auxiliar no relacionamento entre equipes, impactando no clima organizacional e, consequentemente, nos melhores resultados, a Unimed Londrina, em junho, promoveu workshop e palestra, quando foram discutidas as formas de manter a harmonia no ambiente de trabalho por meio da comunicação. Em julho, a cooperativa de serviços médicos novamente reuniu a equipe de Serviços em Saúde em um encontro de integração de Recursos Próprios, que objetivou explicar aos colaboradores os recursos oferecidos pelas áreas de Assistência Multiprofissional, Lado a Lado e Atendimento Domiciliar (DOM) e, com isso, facilitar a indicação ao cliente.

CNV – Desenvolvido pelo psicólogo Marshall Rosenberg, a partir de pesquisas que vem sendo realizadas desde a década de 60, o método é fundamentado no estabelecimento de relacionamentos de parceria e cooperação nos quais prevaleçam uma comunicação assertiva e com empatia, evitando sentimentos de constrangimento, culpa e humilhação. Marshall já realizou trabalhos de conscientização em diversos países através da aplicação do modelo de CNV em programas de paz na Ruanda, Burundi, Nigéria, Malásia e outros países do Oriente Médio, e, em seu livro “Comunicação Não Violenta – técnicas para aprimorar relacionamentos pessoais e profissionais”, apresenta o processo de CNV e propõe a aplicação do modelo em quatro passos: observar os fatos sem julgar, nomear os sentimentos, identificar e expressar necessidades, formular pedidos claros e viáveis.

A prática da CNV exige persistência e paciência visto que é necessário reaprender comportamentos e hábitos de comunicação e na forma de conexão com os outros. É preciso aplicar a real empatia e compreender as verdadeiras necessidades de quem nos relacionamos. Em um primeiro momento parece complicado e às vezes até impossível visualizar a aplicação do método no meio organizacional. Porém, a tentativa de utilizar os quatro passos pode diminuir os conflitos entre colaboradores, aumentar a conexão entre as pessoas e potencializar equipes de alto desempenho, proporcionando assim um ambiente de trabalho favorável para motivação e busca por resultados.

Encontro de Integração – Quando encaminhar o cliente para o DOM, os serviços oferecidos pela Clínica Multiprofissional, as visitas realizadas pelo Lado a Lado , entre outros assuntos, nortearam o encontro com os colaboradores das áreas de Serviços em Saúde da Unimed Londrina. O projeto envolve analistas, coordenadores e colaboradores e proporciona a troca de informações sobre os serviços prestados em cada setor. O projeto atende alguns parâmetros do rol de competências da Unimed Londrina, a exemplo de atuação sistêmica, pois todos conhecem a Unimed como um todo; foco no cliente, apresentando os serviços da cooperativa e agregando valor; e foco nos resultados, diminuindo custos ao reduzir demandas da rede prestadora.



Publicidade