Cooperação: Nossa cota para a evolução!

Publicado em: 21 outubro - 2021

Leia todas


Hoje, 21 de outubro comemora-se o Dia Internacional do Cooperativismo de Crédito, portanto, dia de celebrar e reconhecer tantas pessoas, histórias e iniciativas que impactam, transformam e melhoram a vida de mais de 16 milhões de cooperados em todo o país (cerca de 5% da população brasileira).

A dinâmica do mundo atual nos apresenta uma série de mudanças em relação a conceitos, educação e tecnologia. Por consequência, os objetivos humanos têm se distanciado a cada dia, numa busca constante, muitas vezes por objetivos egoístas e imediatistas. No entanto, algumas metas ainda prevalecem igualitárias a todos os indivíduos e são nestes elos que o cooperativismo se fortalece.

Olhando para o coletivo é que o movimento associativo ganha expansão, sendo considerado o maior valor no desenvolvimento da sociedade e visto como uma forma de reunir interesses comuns, defendendo pontos de vista plurais. As cooperativas são sistemas que objetivam a transformação e a consolidação do trabalho e das ações humanas, buscando a justiça e o equilíbrio entre o desenvolvimento econômico e o compromisso social.

O ato de Cooperar é a base da coo criação e também da inovação

Muitos temas que são abordados como inovações ou tendências de mercado, no cooperativismo são condições inerentes, pré-requisitos para que as cooperativas existam dentro do verdadeiro sentido da cooperação. Isso está consolidado desde o ano de 1844, quando o cooperativismo de crédito foi criado, com princípios baseados num propósito maior (interesse pela comunidade), num ecossistema colaborativo ( intercooperação), na obsessão pelo cliente (adesão livre e voluntária), na busca do crescimento sustentável  (participação econômica) e numa organização em constante aprendizado.

O Cooperativismo, então, trata do econômico e social como vertentes inseparáveis que devem ser praticadas dia-a-dia em todas as ações, projetos e decisões. Mesmo em situações complexas, como o atual enfrentamento da pandemia Covid-19, quando grandes instituições foram afetadas, o Sistema Cooperativo está imune. Primeiro porque tem arraigado na sua doutrina e na sua filosofia princípios e valores que não se perdem no tempo nem nas adversidades e segundo porque possuem visão de longo prazo, trazidas pelo propósito cooperativo, portanto, em um choque econômico, as decisões defendem interesses coletivos de longo prazo e não de investidores que buscam apenas retornos de curto prazo.

Por tudo isso, no ano de 2021 tornou-se ainda mais importante celebrar o Dia Internacional do Cooperativismo de Crédito, na certeza de que a força do sistema torna a sociedade mais forte, na construção de um futuro no qual a inovação dê as mãos para o humano que habita em todos nós, em defesa da vida que pulsa em cada um.

Parabéns a todos que participam desse ecossistema e dão “SUA COTA” para a evolução de nosso País!


*Por Denise Maidanchen, Diretora de Desenvolvimento e Investimentos da Quanta Previdência



Publicidade