Cooperativas do Paraná devem faturar mais de R$ 150 bilhões em 2021

Publicado em: 08 dezembro - 2021

Leia todas


O presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, diz que o setor segue determinado no propósito de atingir R$ 200 bilhões de faturamento

O cooperativismo paranaense deve alcançar um faturamento de R$ 151,9 bilhões neste ano, segundo o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, com base nas operações consolidadas até o mês de novembro. 

O valor representa um aumento de mais de 30% sobre o valor registrado em 2020, que foi de R$ 115,7 bilhões.

Ricken lembrou que o setor segue determinado no propósito de atingir R$ 200 bilhões de movimentação econômica ao ano, previsto no Plano Paraná Cooperativo 200 (PRC200), o planejamento estratégico do cooperativismo paranaense.

“Temos um caminho muito importante a ser seguido. As cooperativas do Paraná já respondem por mais de 60% do que se produz na agropecuária do estado. Potencial existe, demanda internacional também, e isso representa oportunidades e queremos aproveitá-las, para gerar mais renda, empregos e qualidade de vida às pessoas. O momento é esse”, disse.

Os dados foram anunciados durante o Encontro Estadual de Cooperativistas, na sexta-feira (3), evento híbrido que também marcou os 50 anos de história do Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Ocepar) e os 60 anos do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE)

O BRDE é o principal financiador do cooperativismo paranaense, principalmente dos projetos de investimentos.

Cooperativismo em crescimento

Ricken apresentou um balanço preliminar dos resultados obtidos pelo cooperativismo paranaense em 2021. 

De acordo com ele, foi um ano desafiador, com a continuidade da pandemia e devido a fatores internacionais que impactaram nos negócios do setor, somado a questões internas de ordem econômica e política. Foi um período de realizações para o cooperativismo paranaense, que prosseguiu avançando.

“Apesar das adversidades, as 216 cooperativas do Paraná encerram 2021 com crescimento econômico, geração de empregos e aumento no percentual de participação no setor agropecuário paranaense”, afirmou.

O número de cooperados não para de crescer desde 1971 quando a Ocepar foi fundada. Há 50 anos eram 60 mil cooperados. Em 2020 passou de 2,5 milhões. Neste ano, mais 220 mil pessoas aderiram às cooperativas paranaenses. 

“Assim, o número de associados ao cooperativismo de todos os ramos: agropecuário, crédito, saúde, transporte, infraestrutura, consumo e serviços especializados, atingiu em nosso Estado o total de 2,7 milhões, um aumento de quase 9% em relação ao ano passado”, disse o presidente da Ocepar. 

De acordo com o dirigente, o setor também investiu o equivalente a R$ 4,6 bilhões, que geraram mais 6.897 novos empregos em 2021 e, dessa forma, as cooperativas do Paraná deverá fechar o ano somando o total de 124,8 mil empregos diretos, um aumento de 5,9% se comparado aos números do ano passado.

As exportações do setor devem registrar crescimento de 28,4%, com o valor de US$ 6,7 bilhões, frente aos US$ 5,2 bilhões do ano passado. 

Em impostos recolhidos, o cooperativismo paranaense deve chegar a R$ 3,9 bilhões, 12,4% a mais que em 2020. 

Agronegócio

De acordo com o superintendente da Ocepar, Robson Mafioletti, o agronegócio responde por mais de 90% do faturamento. “Se as exportações estão em alta e o consumo interno de alimentos também, o reflexo no faturamento é significativo”, explicou.

Outro dado importante para o setor, que investe muito na formação do público cooperativista: foram realizados, com apoio do Sescoop/PR, mais de 8.500 eventos de capacitação profissional e promoção social para aproximadamente 190 mil pessoas neste ano.

O Sistema Ocepar também deve promover em 2022 atividades com foco no desenvolvimento sustentável das cooperativas do Paraná, como ações de integração para otimizar receitas e reduzir custos e a busca de novas formas de alianças entre cooperativas e entre ramos de cooperativas. Projetos em andamento ligados a diferentes temas, como compliance, inovação e mercado, terão continuidade visando dar mais consistência ao PRC200.


Fonte: Canal Rural


Notícias Relacionadas:



Publicidade