Cooperativismo fecha intenção de parcerias com município de Goiânia

Publicado em: 08 setembro - 2021

Leia todas


OCB/GO apresentou extensa pauta de reivindicações ao prefeito, em sua visita à sede da entidade. Também foram empossados os vereadores da Frencoop Goiânia

Em resposta a uma reivindicação da OCB/GO, o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, vai avaliar a redução de 5% para 2% na alíquota do Imposto Sobre Serviços (ISS) cobrada das cooperativas na capital. O pedido foi feito pessoalmente pelo presidente do Sistema OCB/GO, Luís Alberto Pereira, que recebeu o prefeito e sua equipe na Casa do Cooperativismo Goiano e apresentou a ele diversas demandas do setor.

Durante o evento, o prefeito assumiu vários compromissos em prol do cooperativismo. Ele assinou um protocolo de intenções de parceria com o Sistema OCB/GO para adoção do Incubacoop Goiás. O projeto realizado pela entidade cooperativista visa incubar e acelerar cooperativas recém-constituídas ou em fase de criação. A intenção é que a proposta promova a economia da capital, gerando emprego e renda por meio do cooperativismo.

A Secretaria de Educação de Goiânia também já está avaliando a inserção do projeto Cooperativismo na Escola, para realização do ensino do empreendedorismo e do cooperativismo nas escolas públicas municipais, a exemplo do convênio firmado com o Estado de Goiás, com incentivo à criação de cooperativas mirins.

O trabalho conjunto com a Prefeitura de Goiânia ainda prevê apoio à formalização e profissionalização das cooperativas de reciclagem e parcerias para a recuperação de áreas públicas degradadas, em especial aquelas de importância para a preservação de áreas verdes remanescentes na capital.

O presidente do Sistema OCB/GO também entregou ao prefeito Rogério Cruz a minuta do Projeto de Lei com as sugestões de diretrizes para a Política Municipal de Apoio ao Cooperativismo (Lei Geral do Cooperativismo). O PL concentra um conjunto de ações voltadas ao incentivo de atividades cooperativistas e de seu desenvolvimento no município de Goiânia, com a finalidade de estimular a geração de trabalho e renda e o desenvolvimento sustentável.

Em seu discurso, Luís Alberto destacou que o apoio tributário é muito importante para o setor cooperativista, sobretudo para as pequenas e novas cooperativas, que ainda estão se estruturando. “O governador Ronaldo Caiado confirmou que foi reduzida em 80% a taxa de registro na Juceg para as novas cooperativas. E se conseguirmos também essa redução da carga tributária no município, isso terá um forte efeito para impulsionar ainda mais o crescimento do nosso setor”, enfatizou o presidente do Sistema.

O secretário municipal de Educação, Wellington Bessa, afirmou que a proposta de parceria com o Sistema OCB/GO, para que o projeto “Cooperativismo na Escola” seja realizado também na rede pública municipal de ensino, é bem-vinda. “É essencial que as crianças tenham ciência do que é o cooperativismo e o empreendedorismo desde pequenas. Nós já agendamos uma vista de representantes do Sistema OCB/GO à nossa secretaria para que possamos conversar sobre a parte pedagógica desse projeto”, afirmou.

Semana

Durante a solenidade realizada no Edifício Goiás Cooperativo, o prefeito Rogério Cruz sancionou a Lei nº 10.658, de autoria do ex-vereador Denício Trindade, que institui a Semana do Cooperativismo no calendário oficial de eventos de Goiânia.

A comemoração será sempre na semana que antecede o primeiro sábado do mês de julho de cada ano, quando é celebrado o Dia Internacional do Cooperativismo. A primeira Semana do Cooperativismo de Goiânia será em 2022.

Frencoop Goiânia

A solenidade com o prefeito Rogério Cruz também foi oportuna para a realização da posse e diplomação dos seis vereadores que compõem a Frente Municipal do Cooperativismo (Frencoop Goiânia). Anselmo Pereira (MDB) assumiu como presidente da Frencoop e Aava Santiago (PSDB), como vice. A frente possui ainda, como membros, Geverson Abel (Avante), Henrique Alves (MDB), Isaías Ribeiro e Leandro Sena (Republicanos).

Outros dois vereadores, Mauro Rubem (PT) e Sebastião Peixoto (MDB), também manifestaram apoio ao cooperativismo e interesse em compor a Frente Parlamentar, o que será feito a partir de um novo requerimento a ser protocolado na Câmara de Goiânia.


Fonte: Sistema OCB/GO


Notícias Relacionadas



Publicidade