Mais de 300 mulheres cooperativistas mineiras presentes na retomada do encontro regional em Araxá

Publicado em: 06 junho - 2022

Leia todas


Para reforçar a importância da mulher no segmento cooperativistas e na sociedade como um todo, o Sistema Ocemg realizou, de 26 a 28 de maio, o 15º Encontro de Mulheres Cooperativistas, reunindo 330 mulheres no Grande Hotel, em Araxá.

Durante os três dias, o evento buscou encorajar e estimular a participação das mulheres por meio de palestras e debates, reconhecendo a importância do seu papel no contexto do desenvolvimento e sustentabilidade do negócio cooperativo.

Ronaldo Scucato, presidente do Sistema Ocemg, durante a abertura do evento, ressaltou a importância da realização do encontro e saudou as mulheres presentes, entre elas Tânia Zanella, superintendente do Sistema OCB, e Karla Oliveira, gerente Geral do Sescoop Nacional. Cumprimentou também as 11 representantes do Comitê de Mulheres do Estado e lembrou que, nos Sistemas OCB e Ocemg, têm mulheres a frente de cargos de decisão importantes nas organizações.

“As mulheres estão se fortalecendo cada vez mais no movimento cooperativista, mas ainda precisamos da participação de mais mulheres no segmento e em todos os espaços da sociedade. Nós estamos vivendo a mudança de uma era e nada mais importante do que a presença feminina para ajudar o mundo a se adaptar. A mulher é mais responsável e menos corrupta, ela concilia diversos turnos de trabalho, que jamais um homem suportaria. Ela estuda, tem o trabalho externo e interno em casa, tem a maternidade, tem o encargo de manter a família segura. Vocês têm uma grande responsabilidade de continuar fazendo com que nós sejamos o caminho para a democracia e a paz”, ressaltou Scucato.

Abrindo a programação a jornalista e repórter, Glória Maria compartilhou vários exemplos e experiências ao longo da sua carreira, mostrando que a mulher pode fazer e ser o que ela quiser. A jornalista dividiu com o público lições valiosas e o quanto em cada etapa de sua carreira ela precisou superar seus receios e dificuldades. “Me orgulho de não ter tido medo e por não ter me negado a viver cada experiência. Se tivesse recusado, eu não teria essa experiência profissional e humana. Devemos focar nas soluções e não nos problemas em si. Os problemas costumam nos paralisar, fazer andar para trás e, quando nos arriscamos, damos um passo mais além e ousamos, saímos da nossa zona de conforto”, destacou.

No primeiro dia do evento também subiram ao palco a superintendente do Sistema OCB, Tânia Zanella; a Head Of People na ThoughtWorks, Graze Mendes, e, fechando a noite, as participantes assistiram à apresentação da peça teatral “Acredite, um espírito baixou em mim”.

No dia 27, as palestras foram ministradas pela Fundadora da Transcendemos Consultoria em Diversidade, Gabriela Augusto; pela executiva mais influente do Brasil, Lisiane Lemos, e pela diretora Executiva da Organização Internacional do Café (OIC), Vanuza Nogueira, que falaram sobre suas trajetórias profissionais. Ao final, as participantes foram conduzidas pelas especialistas Adriana Melito e Cláudia Moura em uma roda de ação, momento em que compartilharam reflexões sobre quem são elas nas cooperativas e qual o seu lugar na sociedade.

De acordo com a gerente de Educação e Desenvolvimento Sustentável, Andréa Sayar, o encontro de mulheres foi reestruturado de forma a pensar o contexto das cooperativas e desenvolver o papel da liderança feminina, para que elas sejam pares no seu espaço de atuação.

“Esse evento está sendo o marco de uma retomada e de uma reflexão sobre o papel da mulher no contexto da cooperativa. As palestras abordaram muito as questões da superação, do posicionamento, da coragem, da força e do protagonismo feminino. Mostraram ainda que a mulher não precisa de licença para ser quem ela é ou demarcar o que ela deve fazer, mas que deve estar engajada, reconhecer o seu valor, seu poder, suas competências e se apropriar do lugar que elas buscam e do seu espaço na cooperativa”, comentou Andréa.

Fechando a programação, no dia 28 de maio, a psicoterapeuta, Cibele Oliveira, realizou um momento de terapia sonora com as participantes e, em seguida, a poeta, atriz, cantora, jornalista e professora, Elisa Lucinda, fez um espetáculo show, com música, poesia e falas sobre o posicionamento, papel feminino e a importância da mulher.


Fonte: Sistema Ocemg


Notícias Relacionadas:



Publicidade