Mais de R$ 100 milhões serão investidos na região sudeste do PR

Publicado em: 24 novembro - 2020

Leia todas


A Cooperativa Bom Jesus está presente na região sudeste paranaense há 68 anos e o ano de 2020 estabeleceu uma marca histórica: os investimentos feitos em 2020 e 2021 ultrapassarão a marca de R$ 100 milhões.

Luiz Roberto Baggio, diretor-presidente da Bom Jesus, comenta que “essa condição de investimento proporciona à cooperativa um impulso, mas estende ao cooperado de forma objetiva novas alternativas de negócios, novas culturas, melhoria de tecnologia, garantia de rentabilidade, garante mais segurança ao produtor não só na entrega do produto, não somente na comercialização, mas na longevidade de viabilidade das suas lavouras.”.

Baggio comenta também sobre o futuro da agricultura na região. “Hoje vivemos um momento interessante na agricultura, com bons preços, mas nem sempre será assim e nós temos que ter respaldo e retaguarda suficiente para termos viabilidade em nossos negócios, tendo a inserção e a possibilidade de aumentar as lavouras de inverno, seja trigo ou cevada, para que essa viabilidade esteja acompanhando o produtor no seu desenvolvimento, esse é o sentido da nossa cooperativa”, afirmou.

Destacamos aqui alguns projetos que estão sendo conduzidos pela cooperativa:

Como já noticiado dias atrás, a Bom Jesus adquiriu uma nova unidade na cidade de Palmeira. Trata-se da unidade da FTG, próxima a unidade atual da Bom Jesus no município. Somando as duas unidades, a capacidade de armazenagem em Palmeira será de cerca de 1,2 milhão de sacas, abrindo oportunidades de recebimento de diversos cereais e auxiliando unidades vizinhas como São João do Triunfo, São Mateus do Sul, Lapa, Irati e Rebouças.

A primeira cidade no planalto norte catarinense que a Bom Jesus está presente é Mafra, na qual começou operar na assistência técnica e venda de insumos em 2014. Com aumento da demanda na região, em 2021 a Bom Jesus irá inaugurar uma nova unidade no município com capacidade de armazenagem de cereais de 460 mil sacas e investimentos na casa de R$ 22 milhões.

A unidade do Capão Bonito, na Lapa, está em processo de ampliação. A unidade que foi adquirida em 2009 tem uma capacidade de armazenagem de 900 mil sacas. Com a ampliação em andamento, a unidade passará a ter uma capacidade de 1,1 milhão de sacas na qual beneficia os produtores da Lapa e unidades vizinhas como Palmeira, Antonio Olinto, São Mateus do Sul, São João do Triunfo, Irati e Rebouças.

Desde 2009 na cidade de Rebouças, a Bom Jesus vem investindo na unidade. No começo deste ano a unidade ganhou um novo silo para armazenagem de cereais com capacidade de 105 mil sacas. Com isso a unidade opera com uma capacidade de recepção de cereais de 315 mil sacas. Para 2021, haverá mais novidades: barracão para armazenagem de insumos, duas balanças para pesagem de caminhões e ampliação da loja de insumos.

A sigla ERP significa “Enterprise Resource Planning”, ou Sistema de Gestão Integrado. Um sistema é vital para as mais variadas informações da cooperativa, desde cadastros de diversos ramos, emissão de notas fiscais, sistemas financeiros, histórico de cooperados, até mesmo integração com sistemas avançados de agricultura digital. O novo sistema que a Bom Jesus irá apresentar novidades no modo de atendimento ao cooperado e agilidade em operações. O cooperado poderá ter novos canais de atendimento para sua comodidade.

Em 2021 a Bom Jesus tem um projeto de intercooperação importante para região. Depois de ser sócia da Coonagro, indústria de fertilizantes das cooperativas, a cooperativa fará um novo investimento na área industrial abrindo novas possibilidades de mercado ao cooperado e, com isso, trazendo mais oportunidade de renda e desenvolvimento na região.


Fonte: Imprensa Bom Jesus


Notícias Relacionadas



Publicidade