Marcas próprias são opção na hora de economizar nas compras

Publicado em: 18 agosto - 2021

Leia todas


A pandemia da Covid-19 não só impactou todos os setores da sociedade, como também provocou diversas mudanças na economia e na forma de consumo do brasileiro. A crise afetou inclusive a escolha dos produtos que o consumidor coloca no carrinho do supermercado. Com preços de alimentos básicos como carne, arroz e feijão em alta, foi necessário se adequar na hora das compras para fechar o orçamento mensal da família.

Com essas mudanças todas é possível notar um movimento também das redes de supermercados diante dessa nova realidade. De acordo com dados da Associação Paulista de Supermercados (Apas), no primeiro semestre deste ano foi registrado um aumento de 30% nas vendas de produtos de marcas próprias em relação ao mesmo período de 2020. Para o consultor financeiro e gerente de agência da Sicredi Iguaçu PR/SC/SP, Denilson Silva, esse crescimento é consequência do impacto da crise no bolso do consumidor.

“Os preços da maioria dos alimentos tiveram reajustes no último ano, muitos com alta superior a 10%. Portanto, com inflação acima do esperado, aumento do desemprego, e reduções salariais causadas pela crise sanitária, o poder de compra também reduziu. Por isso, sempre que temos um cenário como esse, o consumidor acaba optando por marcas mais baratas, que é o caso das marcas próprias vendidas nos supermercados”, explica.

Mais competitivas e com um custo-benefício melhor em relação às outras marcas, essa opção acaba sendo mais vantajosa para o consumidor. Mesmo que as marcas próprias ainda sejam uma estratégia principalmente de grandes redes, esse é um movimento que vem crescendo também em lojas menores.

“Essa é uma tendência de mercado que ganhou destaque durante a pandemia por uma necessidade do consumidor, mas que, por outro lado, é um movimento que chegou para ficar. A partir do momento que a empresa passa a oferecer produtos de marca própria, como, por exemplo, produtos de panificação fabricados por ela mesma, reduz alguns custos como logística, por exemplo, e consegue entregar um produto com mais qualidade e com preços mais acessíveis”, conta.

Segundo o especialista, a maior vantagem em escolher produtos de marcas próprias nas redes de supermercados está na economia final. “Quando o supermercado vende produtos básicos, como é o caso dos alimentos de fabricação própria, a conta final pode ficar até 25% menor em comparação a outras marcas tradicionais”, ressalta.

Porém, além de fazer essas escolhas é importante também organizar o orçamento familiar. “Tem algumas dicas importantes na hora de fazer as compras e que fazem muita diferença nos gastos mensais, como, por exemplo: procure sempre estar atento às datas e aos dias da semana com promoções; pesquise preços em outras lojas antes de comprar; evite ir ao mercado com fome ou com a família toda; anote tudo o que é necessário e que não pode faltar no carrinho de compra, assim, você evita os supérfluos”, aconselha.


Fonte: Imprensa Sicredi


Notícias Relacionadas:



Publicidade