No Dia Internacional da Proteção de Dados, 28 de janeiro, Sistema Ocepar promove debate sobre a importância do tema

Publicado em: 17 janeiro - 2022

Leia todas


No Dia Internacional da Proteção de Dados, 28 de janeiro, o Sistema Ocepar promove a primeira edição do Data Protection + Coop, das 10h às 12h, pela plataforma Microsof Teams. A ideia é discutir o tema justamente na data criada para reforçar a importância da proteção de direitos fundamentais de liberdade e privacidade relacionados ao uso de dados pessoais. No Brasil, este é o segundo ano que o Dia Internacional pode ser comemorado com plena vigência da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) e a atuação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).

O evento contará com a participação de Luciano Benetti Timm e Matheus Noronha Sturari, que vão debater a “Análise transversal sobre o processo de fiscalização e processo administrativo sancionador no âmbito da ANPD”. Haverá ainda relatos do diretor-presidente da Unimed Norte Pioneiro, Antônio Vendramin Filho, e da encarregada de Dados e Responsável pelo Programa de Integridade na Frísia Cooperativa Agroindustrial, Marta Auer, sobre o processo de implantação e adequação das cooperativas à LGPD.

O Data Protection + Coop é destinado a diretores, gestores e demais profissionais das cooperativas do Paraná ligados às atividades de governança de dados e segurança da informação, como compliance, jurídico, auditoria interna, tecnologia da informação, entre outras áreas afins. As inscrições devem ser efetivadas até o dia 27 de janeiro. Clique aqui para se inscrever. O link de acesso ao evento será enviado por e-mail.

Luciano Betti Timm é professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP), sócio da Carvalho, Machado e Timm Advogados. Possui pós-doutorado pelo Departamento de Direito, Economia e Negócios da Universidade da Califórnia, em Berkeley (EUA), doutorado em Direito dos Negócios e da Integração Regional pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), especialização em Direito Econômico Internacional pela Universidade de Warvick, do Reino Unido e mestrado em Direito Privado também pela UFRGS.

Já Matheus Noronha Sturari é certificado pela International Association of Privacy Professionals (IAPP) e reconhecido como Fellow of Information Privacy (FIP). É coordenador de Proteção de Dados e Privacidade do CMT Advogados, possui cursos de extensão do Data Privacy Brasil e da FGV-SP e especializações em Contratos, pela EPD, e em Análises Econômica do Direito, pela Unicamp.


Fonte: Sistema Ocepar


Notícias Relacionadas:



Publicidade