Projeto de manutenção preventiva reduz custos e diminui imprevistos

Publicado em: 03 maio - 2021

Leia todas


Um projeto de manutenção preventiva de máquinas e equipamentos e de aperfeiçoamento técnico de operadores apresenta bons resultados na Coopavel. O principal deles é a redução, nas unidades nas quais ele já ocorre, de 50% de custos na comparação do que foi destinado a reparos em geral nos quatro primeiros meses de 2020 em comparação com igual período de 2021.

Ao mesmo tempo em que a prevenção gera economia, essa lógica de trabalho mantém os equipamentos em dia e diminui problemas e imprevistos, informa o supervisor Operacional Regional da Coopavel, que responde por Corbélia e outras sete filiais, Carlos Aparecido Faria. “Estamos com esse projeto há um ano e meio na cooperativa e, diante do que estamos alcançando, posso afirmar que ele é um grande sucesso”.

O treinamento mais recente foi na área de soldagem, que integra um projeto maior de manutenção autônoma com três módulos – soldagem e mecânicas 1 e 2. São 24 horas de capacitação, 16 delas práticas e 8 teóricas. Cada turma é formada por 16 pessoas. A capacitação ocorre em parceria da Unicoop (Universidade Coopavel) com o Sescoop, o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo. Três turmas já frequentaram o curso, segundo Carlos, sempre observando também os mais rigorosos cuidados sanitários.

O método, totalmente adaptado para as necessidades das unidades receptoras de grãos, foi desenvolvido por Carlos Faria em parceria com Ademiro Rocha, que por dez anos atuou no Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) e atualmente um dos professores do curso de Engenharia Mecânica da Univel. “Com as informações e os novos conhecimentos assimilados, os operadores têm um salto de qualidade na execução de manutenções, dando mais autonomia à Coopavel nesses serviços”, conforme Carlos.

Outra das consequências do aperfeiçoamento dessa mão de obra é economizar com a contratação de terceiros, que ocorre ultimamente, nas unidades alcançadas pelo projeto, quando o serviço é considerado muito complexo ou que exija ferramentas que a cooperativa ainda não tem. Mas para que a manutenção preventiva entrasse em vigência, um cuidadoso processo de estruturação das unidades foi realizado. Assim, os conteúdos são repassados em ambientes e estrutura da Coopavel, conforme o supervisor operacional regional.

Um dos cuidados observados no início de cada módulo é com a segurança e as normas técnicas recomendadas. “O trabalho com solda exige cuidados e a adoção de procedimentos específicos antes da execução de cada atividade. Felizmente, os conteúdos têm sido bem assimilados”, afirma Carlos, que se diz impressionado com o envolvimento e a atenção dispensada pelos funcionários durante os treinamentos. Esse é um processo intenso de profissionalização que valoriza o colaborador e traz ótimos resultados ao negócio.


Fonte: Imprensa Coopavel


Notícias Relacionadas:



Publicidade