Sicoob Cocred investe R$ 5 milhões e dobra capacidade de data center

Publicado em: 15 novembro - 2020

Leia todas


Em virtude do investimento de R$ 5 milhões realizado em seu ‘data center’, o Sicoob Cocred conseguiu dobrar sua capacidade de armazenamento e processamento de dados. Quem ganha com a iniciativa são os 43 mil cooperados da empresa, que passam a contar com mais suporte no uso das novas tecnologias.

Antes da medida, o Sicoob Cocred – sediada em Sertãozinho (SP) – enfrentava dificuldades, pois seus data centers não eram mais suficientes para atender a demanda dos usuários, sem contar problemas inerentes à eficiência energética. “A capacidade de armazenamento estava baixa para atender às nossas necessidades de negócios, o que interferiam, tanto na performance de processamento dos dados, quanto na velocidade de rede”, reconhece o superintendente administrativo da Cocred, Ademir José Carota.

Na verdade, o redesenho tecnológico e organizacional da cooperativa já vinha se acentuando desde 2018, dentro de uma nova concepção, segundo a qual “a missão não se restringia a retomar a capacidade de suporte dos data centers, mas também que estes fossem preparados para uma demanda muito mais forte, no futuro”, acrescentou Carota.

Uma vez cumprido o processo de benchmark e feita uma auditoria para validação das soluções apresentadas, a equipe (em conjunto com a integradora LGTi) decidiu fazer a atualização do data center, mediante a adoção de tecnologias como a hiperconvergência e segurança da Nutanix (HCI), novo sistema de Proteção de Dados (Veeam) e novo sistema de conectividade e segurança.

Após a instalação das soluções (hardware e software), em fevereiro último, a implantação do projeto começou efetivamente em julho, precedido pela migração das aplicações da cooperativa para o novo ambiente hiperconvergente. Além desse investimento, também foi adquirido o software Flow, que permite o aumento do controle e segurança de todo o ambiente Nutanix, seguido da microssegmentação de rede e proteção essencial para uma instituição financeira.

Para o superintendente, o novo projeto do data center surgiu da necessidade de que a solução de hiperconvergência se tornasse modular, abrindo espaço para a expansão rápida e prática.  Nesse caso, a opção da cooperativa voltou-se para a tecnologia da Nutanix, reconhecida pela praticidade de expansão rápida, segura e moderna.  

Contribui para essa performance positiva a existência de uma malha de comunicação criptografada (DMVPN), contendo links redundantes, tanto na sede da cooperativa, como em cada uma das 32 agências, sendo responsável pelas rotas de dados até o Banco Cooperativo do Brasil (Bancoob), em Brasília, 24 horas por dia, 365 dias por ano.

Inaugurado em plena pandemia, esse sistema respondeu, não só, pelo funcionamento dos sistemas da Cocred, como ele foi aplicado em outras ações. Tal ambiente virtual de suporte, ainda, à realização das Assembleias Gerais Ordinárias (AGOs), inteiramente de forma remota, via aplicativo Sicoob Moob. A cooperativa também deu curso à implantação do PIX, o novo sistema de pagamento, transferência e recebimento em tempo real, com o cadastro dos usuários e recebedores.


Por Redação MundoCoop


Notícias relacionadas



Publicidade