Transformando o mundo: empresas adotam ações e projetos de sustentabilidade

Publicado em: 24 maio - 2022

Leia todas


São muitas as formas que temos de transformar o mundo. As grandes catástrofes e a ciência vêm nos mostrando as consequências nefastas do modelo econômico e do pensamento predominante na nossa sociedade.

No modelo atual da nossa sociedade capitalista, o homem se sente acima das demais espécies, especialmente na cultura ocidental e contemporânea. Isso se chama “especismo”.

Especismo é o ponto de vista de que uma espécie, no caso a humana, tem todo o direito de explorar, escravizar e matar as demais espécies de animais por considerá-las inferiores.

Algumas culturas e comunidades tradicionais não se relacionam dessa forma com a natureza. Mas, infelizmente, são minoria e com pouco poder político e econômico.

A humanidade se sente a dona desse planeta. E nossas escolhas de consumo e políticas estão destruindo o planeta Terra e a possibilidade de existência de muitas espécies, incluindo a nossa própria.

Mas lentamente, as transformações estão acontecendo. A cada dia, vemos mais empresas adotando ações e projetos em que a sustentabilidade e a preocupação ambiental vêm ganhando espaço. E aqui, na coluna Terra, sempre vamos dar visibilidade e ajudar a divulgar essas iniciativas.

No meio de tantas notícias negativas sobre o meio ambiente e sobre a sustentabilidade do planeta, fico sempre muito feliz em conhecer e poder ajudar a divulgar essas ações. E contribuir para que mais empresas se inspirem nessas marcas e também façam a sua parte na mudança que queremos ver no mundo. Vamos a algumas delas.

Mais de meio milhão de árvores plantadas

A natureza sempre foi a maior inspiração da Farm, que desde 1997, cria roupas e estampas inspiradas nas belezas brasileiras. Por isso, foi natural para a marca abraçar o compromisso de proteger e regenerar nossos biomas com iniciativas de reflorestamento espalhadas pelo país. Em 2020 a empresa lançou o movimento “1000 árvores por dia, todos os dias”. E a ótima notícia é que já ultrapassaram a marca de MEIO MILHÃO de árvores plantadas até o final de 2021, mais de 300 hectares recuperados, mais de 200 espécies plantadas. A empresa contou com as parcerias de IDESAM, Assobio, SOS Mata Atlântica, Renature, Tedesco Ecopark, Anjos do Sertão, Yawanawa, SVPS, Ipê e One Tree Plante.

“O projeto pretende devolver à natureza toda inspiração que ela nos dá. Afinal, somos um coletivo de criativos que transpira natureza, é assim que criamos tudo. É nela que descobrimos quem somos e o que queremos ser. Mantê-la viva é um compromisso com o mundo e com as próximas gerações. É manter vivo tudo que a gente faz. Cada árvore plantada é um lembrete de que estamos em movimento e de que preservar é o nosso caminho”

A Farm é uma empresa 100% carbono neutro. Desde a criação das estampas até a entrega de cada peça, a marca consegue, com o plantio de novas mudas, neutralizar as emissões de gases poluentes de toda a cadeia produtiva.

Voando e cuidando do planeta

A Gol, maior companhia aérea do Brasil, juntou-se à Moss, a maior plataforma ambiental de crédito de carbono do mundo, para oferecer aos seus clientes uma iniciativa pioneira na América Latina. Pela primeira vez no continente, qualquer pessoa que voar com a GOL terá a oportunidade de compensar suas emissões de gases de efeito estufa com o MCO2 Token, o crédito de carbono da Moss.

Após efetuada a compra da passagem, o cliente recebe um e-mail da companhia aérea com o cálculo da emissão do trecho selecionado e com orientações sobre a compensação dessa pegada de carbono.

O passageiro que aderir, será direcionado ao site da Moss e poderá fazer a compra do número de MCO2 necessários para compensação. Depois, um certificado digital, com todos os detalhes de como e onde as emissões estão sendo compensadas será gerado e enviado para o cliente.

Cada MCO2 Token equivale a uma tonelada de carbono que deixou de ser emitida para a atmosfera. Os créditos de carbono da Moss têm origem em projetos de conservação florestal que podem neutralizar toneladas de dióxido de carbono.

Cooperar para Transformar

Por meio de desenhos criativos, redações bem elaboradas, poemas e tiras em quadrinhos, estudantes capixabas poderão mostrar como o cooperativismo pode impactar de forma positiva a vida das pessoas e das comunidades.

O Instituto Sicoob abriu as inscrições para o seu concurso cultural, realizado anualmente em escolas públicas, privadas e cooperativas educacionais. Neste ano, o tema é “Cooperar para Transformar”.

Caso tenha interesse, a escola deve procurar a agência mais próxima do Sicoob ou entrar em contato pelo e-mail responsabilidadesocial.es@sicoob.com.br para receber mais informações e o link para inscrição, que vai até o dia 31 de maio.

Na primeira fase, são escolhidos os três melhores trabalhos de cada categoria (desenho, crônica, poema e tiras em quadrinhos) em uma premiação local, realizada pelas sete cooperativas do Sicoob ES. Os vencedores recebem kits escolares.

Na segunda etapa, são escolhidos os melhores trabalhos em nível estadual. A premiação é feita em Vitória e inclui um tablet para cada aluno e premiações em dinheiro para os professores responsáveis pelo desenvolvimento do projeto.

A última etapa, nacional, é realizada em Brasília, com a seleção dos melhores desenhos e textos de todo o Brasil. O aluno vencedor de cada categoria receberá um notebook, o professor responsável receberá um curso de até R$ 3 mil, e a escola ganhará um data show e uma caixa de som.

O Concurso Cultural teve recorde de participações no Espírito Santo em 2021, com 80 escolas de 28 municípios capixabas e 6,7 mil alunos participantes (mais que o triplo em relação ao concurso anterior).

A superintendente de pessoas e responsabilidade social do Sicoob ES, Sandra Kwak, vê nesta ação uma oportunidade de disseminar o aprendizado sobre o cooperativismo. “As crianças têm oportunidade de aprender sobre a união de forças e a atuação coletiva em prol de um propósito de forma criativa. O objetivo é que os alunos acessem e explorem a imaginação sobre o poder que a cooperação tem em nossas vidas e que esse conhecimento seja incorporado aos seus valores e práticas diárias”, ressalta.

O que podemos fazer

  • As transformações sociais passam por vários caminhos: educação e elevação da conscientização das pessoas, pressões de consumidores e cidadãos sobre os líderes políticos e econômicos para que estes façam as mudanças necessárias para a preservação do planeta e das espécies.
  • Cada cidadão desse planeta pode dar sua contribuição da sua forma. Individualmente, com nossas pequenas escolhas diárias e cotidianas, nas escolhas de consumo e, principalmente, com nosso voto.
  • Lembrete importante: teremos eleições este ano. Uma ótima oportunidade para dar seu voto para representantes que entendam e se comprometam com essa causa.
  • Coletivamente, podemos atuar participando de movimentos coletivos, abaixo-assinados, participando de grupos e manifestações, para mostrar a necessidade dessas mudanças.
  • Nas mais diversas atividades profissionais, nas empresas, nas escolas, nas artes, nas ciências, enfim, em todas as áreas, podemos dar nossa contribuição e ser parte desse processo de mudança.
  • Pesquisando sobre o tema e elevando o nível de consciência sobre essa mudança tão necessária.
  • Escolhendo bem seus candidatos nas eleições de 2022.
  • Investindo em ações sustentáveis no seu cotidiano e na sua atividade profissional.
  • Escolhendo empresas e marcas que estejam fazendo parte desse movimento.
  • Compartilhando essa matéria com o maior número de pessoas.

Fonte: A Gazeta


Notícias Relacionadas:



Publicidade