Unicopas avança para o interior do Brasil para fortalecer cooperativismo solidário

Publicado em: 11 agosto - 2021

Leia todas


Cooperativas de Santa Catarina das centrais afiliadas à Unicopas iniciam diálogos para ações de intercooperação

Interiorizar as ações e os princípios do cooperativismo praticados pela Unicopas (União Nacional das Organizações Cooperativistas Solidárias), além de estreitar os diálogos nas bases de atuação das centrais afiliadas – Unicafes NacionalUnisol Brasil, Concrab e Unicatadores. Estes foram os principais objetivos da primeira rodada de visitas de campo realizada pela direção nacional da entidade.

Francisco Dal Chiavon, presidente da Unicopas, visitou cooperativas do campo e da cidade em Chapecó, Fraiburgo, São Miguel do Oeste, Xanxerê, Quilombo e Pinhalzinho. “Realizar essas visitas de campo é importante para entendermos a realidade das cooperativas e do nosso povo. Em todas que passei, pude ver que estão trabalhando com a própria força durante a pandemia. As de agricultura familiar, por exemplo, sofrem os impactos do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) paralisado pelo atual governo. A principal receita dessas cooperativas vinha destas políticas públicas”, observou.

Contudo, apesar das dificuldades, Dal Chiavon relatou que todas elas carregam consigo os princípios da economia solidária. “E essa é a base do nosso cooperativismo. As cooperativas que conheci têm uma relação íntima com a comunidade local, têm produtos de qualidade, produzem alimentos sem veneno. Mesmo frente aos desafios impostos pela falta de incentivo dos governos agravados pela pandemia, nossas cooperativas estão semeando esperança neste período de resistência”, destacou o presidente.

É no fortalecimento das políticas públicas em prol do cooperativismo solidário, como o PNAE, que a Unicopas, segundo ele, tem um papel importante. “Nós, articulados nacionalmente entre as principais centrais do cooperativismo e da economia solidária, conseguimos incidir nos três poderes: Legislativo, Executivo e Judiciário. Fazendo pressão em Brasília, nós podemos conseguir promover os interesses do cooperativismo solidário ou barrar aqueles que nos prejudicam. Juntos, nós também conseguimos ter uma melhor incidência internacional. E essas conquistas geram frutos principalmente para as nossas bases”, sublinhou.

Conheça algumas destas ações:

Organizações da sociedade civil se unem em defesa da alimentação escolar

Política Nacional da Economia Solidária em debate no Congresso Nacional

#IncidênciaUnicopas: emendas parlamentares garantem avanços para a economia solidária e o cooperativismo

Unicopas em rede: seminário virtual dá início a formações em incidência e reforma tributária

Manifesto leva Economia Verde para a pauta da Reforma Tributária

Unicopas apresenta marcos legais do cooperativismo no Brasil em evento internacional

Além da incidência política, pensar e promover uma intercooperação que fortaleça a rede de cooperação e solidariedade entre campo e cidade é uma ação direta que a Unicopas busca fortalecer nas bases.

Campo e cidade: ações de intercooperação potencializam cooperativismo solidário

De acordo com Francisco Dal Chiavon, à medida em que o controle à pandemia avance, a expectativa é que mais visitas de campo ocorram a partir de agora. A ação faz parte do projeto ‘Fortalecimento da Rede Unicopas’, co-financiado pela União Europeia.


Fonte: Unicopas


Notícias Relacionadas:



Publicidade